PUBLICIDADE
Esportes

Corinthians culpa início ?desligado? por derrota em Itaquera

O Corinthians entrou em campo nessa quarta-feira de uniforme novo, com o apoio de quase 35 mil torcedores, precisando apenas vencer o Independiente para encaminhar sua vaga às oitavas de final da Copa Libertadores da América. A noite, no entanto, será uma daquelas que nenhum corintiano gostará de lembrar daqui para frente. O time perdeu [?]

00:30 | 03/05/2018

O Corinthians entrou em campo nessa quarta-feira de uniforme novo, com o apoio de quase 35 mil torcedores, precisando apenas vencer o Independiente para encaminhar sua vaga às oitavas de final da Copa Libertadores da América. A noite, no entanto, será uma daquelas que nenhum corintiano gostará de lembrar daqui para frente. O time perdeu por 2 a 1, ressuscitou um rival dentro do grupo 7 e ainda teve Emerson Sheik expulso.

Assim que soou o apito final, os jogadores alvinegros agradeceram o apoio da torcida, que não vaiou a equipe em nenhum momento e ainda aplaudiu o esforço mostrado em campo, mas foram taxativos em determinar o ruim início de jogo do time como maior culpado pelo revés em Itaquera.

?(Perdemos) porque começamos mal o jogo. Fomos penalizados com dois gols no primeiro tempo. Tentamos correr atrás do empate para depois ir atrás da vitória, mas não conseguimos. A derrota hoje foi pelo início nosso muito abaixo?, afirmou o volante Gabriel, à TV Globo, pouco antes de ter o discurso compartilhado pelo goleiro Cássio.

?Sabíamos que não seria fácil. Ganhamos deles, mas foi difícil o jogo lá. Infelizmente acabamos tomando dois gols no começo, no segundo tempo tivemos mais organização, não demos chance ao adversário?, comentou o camisa 12, que mesmo assim fez questão de lembrar que a situação do Corinthians ainda está longe de ser desesperadora. ?A gente em casa tem que somar o maior número de pontos, mas continuamos líder, temos duas partidas, acredito que uma vitória nos dá a classificação?, ponderou.

Mateus Vital, escolhido para ser titular no lugar de Clayson, vetado por lesão no joelho, acabou sendo sacado por Fábio Carille no intervalo do jogo para que Marquinhos Gabriel fosse a campo. O jovem meia acabou participando do notório início de jogo ruim do Corinthians e não deixou de concordar com seus companheiros.

?(A postura do Independiente) não surpreendeu, a gente sabia que jogando fora eles eram bem fortes, mas o que pecou mais foi a nossa forma, como entramos. Entramos muito desligados, com 30 minutos levamos dois gols. Depois dos gols é que fomos jogar. Foi falta nossa?, concluiu o ex-vascaíno.

A constatação dos jogadores alvinegros é o retrato do que aconteceu no gramado. Com apenas 25 minutos de jogo, o Corinthians, que até então não havia sido vazado nessa Libertadores, já estava perdendo por dois gols, além de ter sofrido com uma bola no travessão.

Por outro lado, a equipe segue líder do grupo 7, justamente com sete pontos, e só precisa de mais três em duas rodadas para se garantir na próxima fase. Dia 17 os atuais campeões paulista e brasileiro enfrentam o Deportivo Lara, na Venezuela, e fecham o returno contra o Millonarios, de novo em Itaquera, dia 24.

O desafio mais próximo é pelo Campeonato Brasileiro. Domingo, às 11 horas, diante de seu torcedor na Arena, a equipe recebe o Ceará, pela quarta rodada da competição por pontos corridos.

 

Gazeta Esportiva

TAGS