PUBLICIDADE
Esportes

Protagonista, Rodriguinho perde ansiedade de atuar na Europa

Rodriguinho já alimentou o sonho de atuar no futebol europeu. Agora, na condição de protagonista do Corinthians campeão paulista de 2018, o meia deixou de falar com empolgação sobre o antigo plano de carreira e passou a abrir um largo sorriso ao projetar uma trajetória ainda mais longeva como corintiano. ?Sou muito feliz desde o [?]

08:30 | 09/04/2018

Rodriguinho já alimentou o sonho de atuar no futebol europeu. Agora, na condição de protagonista do Corinthians campeão paulista de 2018, o meia deixou de falar com empolgação sobre o antigo plano de carreira e passou a abrir um largo sorriso ao projetar uma trajetória ainda mais longeva como corintiano.

?Sou muito feliz desde o primeiro dia em que pisei aqui. No Corinthians, o tratamento é diferenciado mesmo. Ganhando títulos, então, melhor ainda. Estou muito tranquilo. Se aparecer uma oportunidade muito boa para ambas as partes, até podemos sentar e conversar?, comentou Rodriguinho, dando ênfase ao ?muito boa?.

O momento do meia é muito bom. Vindo do América-MG ao Corinthians no final de 2013, ele passou por empréstimos ao Grêmio e ao Sharjah, dos Emirados Árabes Unidos, antes de ser repatriado pelo técnico Tite em 2015. Naquele ano, colaborou como um improvisado volante reserva. A partir da saída de Renato Augusto, firmou-se como titular da armação corintiana e teve a oportunidade de ir à Europa no ano passado, quando recebeu uma proposta do turco Fenerbahce. Mantido no elenco, virou protagonista de vez em 2018.

Foi de Rodriguinho o gol da vitória do Corinthians sobre o Palmeiras no domingo, no Allianz Parque, ratificando a sua condição de referência da equipe. ?Hoje, o meu pensamento é aproveitar a festa, porque foi um campeonato muito desgastante. Sair do Corinthians nem passa pela minha cabeça neste momento. Tenho contrato até o final de 2019, e vamos ver se renovamos por mais uns cinco anos?, brincou.

Mesmo inspirando o presidente Andrés Sanchez a satisfazer o seu desejo de prolongar a sua estadia no Corinthians até o final da carreira, Rodriguinho também sabe se adequar à filosofia de Fábio Carille (herdada de Tite). No Corinthians, não há espaço para estrelismo.

?Fico feliz por estar sendo decisivo em momentos importantes, mas divido isso com os meus companheiros. Todo o mundo tem o seu momento de protagonista. Fiz o gol, mas o Maycon acertou o último pênalti, o Cássio defendeu duas cobranças? Todos estão preparados para ajudar. É um grupo?, bradou Rodriguinho.

Gazeta Esportiva

TAGS