PUBLICIDADE
Esportes

Corinthians encara o Paraná e horário alternativo em meio a maratona

Diante de um rival empolgado pelo retorno à primeira divisão e do horário das 11h (de Brasília), o Corinthians terá pela frente a equipe do Paraná na manhã deste domingo, na Vila Capanema, em partida válida pela primeira rodada do Campeonato Brasileiro. Esse será o terceiro duelo de uma maratona de 17 embates sem um [?]

20:15 | 21/04/2018

Diante de um rival empolgado pelo retorno à primeira divisão e do horário das 11h (de Brasília), o Corinthians terá pela frente a equipe do Paraná na manhã deste domingo, na Vila Capanema, em partida válida pela primeira rodada do Campeonato Brasileiro. Esse será o terceiro duelo de uma maratona de 17 embates sem um descanso maior do que quatro dias para o elenco antes da parada no calendário para a disputa da Copa do Mundo.

O Tricolor ainda não venceu após seu retorno à Série A. Foram dez anos de agonia na Série B e o torcedor vive a expectativa de ver o primeiro resultado positivo e jogando em casa. Durante a semana filas se formaram no entorno da Vila Capanema para adquirir ingressos, atendendo ao apelo da diretoria paranista, que lançou uma campanha promocional para a partida.

Em relação ao time, o técnico Rogério Micale deve repetir a base que caiu diante do São Paulo na primeira rodada, mas que agradou bastante por sua atuação no segundo tempo, quando esteve bem perto de arrancar um empate. O jovem volante Jhonny Lucas, recuperado de uma lesão na virilha, está à disposição. No ataque, Léo Itaperuna pede passagem e entra na disputa por uma vaga com Diego e Silvinho.

O treinador acredita que é possível jogar em igualdade de condições com o Timão e outros grandes times, ainda que a realidade financeira seja muito diferente. ?O grande desafio é conseguirmos montar uma equipe competitiva, que consiga enfrentar todas as equipes da Série A de igual para igual. Nós sabemos do nosso orçamento, mas não acreditamos que só se faz futebol com dinheiro. Temos que ser criativos para montar um time dentro da nossa realidade?, finalizou.

Do outro lado, o Corinthians chega à capital paranaense embalado por três vitórias consecutivas, sendo uma delas na já histórica final do Campeonato Paulista e outra diante do gigante Independiente, na Argentina. Atual campeão brasileiro, o Alvinegro quer manter o bom momento na casa paranista, de volta à primeira divisão.

?Jogar contra o Paraná Clube sempre foi difícil, sempre deu trabalho para as outras equipes na Série A. Temos que ir bem concentrados porque não vai ser jogo fácil?, disse o meia Jadson, que começou a carreira no Atlético-PR e encarou diversas vezes o adversário deste final de semana, lembrança que o faz pedir bastante atenção aos companheiros.

?Joguei no Atlético Paranaense em 2003 e 2004, sempre foi difícil, era um clássico. Ainda não conheço a equipe deles, não analisamos, mas tenho certeza que vai ser muito difícil?, continuou o armador, que fez o gol da vitória contra os argentinos no meio da semana, mas não tem certeza se irá atuar no duelo pela competição nacional.

Com uma série de partidas pela frente sem qualquer descanso, além de encarar o calor da manhã curitibana, Carille preservará jogadores para a sequência da temporada. Dessa forma, o volante Ralf e o atacante Clayson deverão ficar apenas como opção no banco de reservas. Gabriel e Mateus Vital são os substitutos, e Renê Júnior voltará a ocupar o posto de Maycon, futuro jogador do ucraniano Shakhtar Donetsk.

FICHA TÉCNICA

PARANÁ X CORINTHIANS

Local: Estádio Durival Britto e Silva, em Curitiba (PR)

Data: 22 de abril de 2018, domingo

Horário: 11 horas (de Brasília)

Árbitro: Pericles Bassols Pegado Cortez (PE)

Assistentes: Clovis Amaral da Silva (PE) e Cleberson do Nascimento Leite (PE)

PARANÁ: Richard; Alemão, Jesiel, Rayan e Mansur; Wesley Dias, Leandro Vilela (Jhonny Lucas), Carlos Eduardo e Caio Henrique; Diego (Léo Itaperuna) e Silvinho

Técnico: Rogério Micale

CORINTHIANS: Cássio; Fagner, Balbuena, Henrique e Sidcley; Gabriel e Renê Júnior; Romero, Jadson. Rodriguinho e Mateus Vital

Técnico: Fábio Carille

Gazeta Esportiva

TAGS