PUBLICIDADE
Esportes

Carille vê elenco atual acima de 2017 e descarta priorizar torneios

O técnico Fábio Carille classificou seu atual elenco como mais equilibrado do que o da temporada passada, quando sagrou-se campeão paulista e brasileiro. De olho no Vitória, rival desta quarta-feira, às 19h30 (de Brasília), no Barradão, o treinador elogiou as opções conquistadas para essa temporada, apesar das saídas de nomes como Pablo, Arana e Jô, [?]

18:15 | 24/04/2018

O técnico Fábio Carille classificou seu atual elenco como mais equilibrado do que o da temporada passada, quando sagrou-se campeão paulista e brasileiro. De olho no Vitória, rival desta quarta-feira, às 19h30 (de Brasília), no Barradão, o treinador elogiou as opções conquistadas para essa temporada, apesar das saídas de nomes como Pablo, Arana e Jô, e descartou a priorização de qualquer um dos campeonatos (Copa do Brasil, Libertadores e Brasileiro) que tem pela frente no momento.

?Não vou priorizar nenhum, não é momento para isso. Estou muito confiante em rodar minha equipe, tirar dois, três em um jogo, dois, três em outro. Tenho opções que me dão essa alternativa, Clayson, Vital, Marquinhos Gabriel. Por isso a gente tem discutido bastante as opções ali?, avaliou o comandante, que perdeu, além dos três titulares, nomes como o meia Giovanni Augusto e o volante Camacho.

Em compensação, foram contratados dois laterais esquerdos, Juninho Capixaba e Sidcley, Ralf chegou para ser um reserva que Gabriel não possuía e, a princípio, até ganhou a titularidade. Mateus Vital foi adquirido como promessa e já foi decisivo com passes na final do Paulista e na Libertadores. Por último, Roger acabou com a carência causada pela ausência de Jô.

?Meu elenco é mais equilibrado, sim. Fico mais tranquilo para fazer mudanças em jogos decisivos, acho que o elenco ficou melhor, sim?, observou o comandante, que não espera fazer grandes alterações na forma de jogar em um primeiro momento. A ideia é, com a vaga assegurada na próxima fase da Libertadores e na Copa do Brasil, começar a mudar a formação do 4-2-4 para uma que tenha um centroavante.

?Vou ter muito cuidado com isso, por talvez mudar um sistema para a Libertadores. Vou ter muito cuidado até a parada. Depois que classificar, talvez eu mude o planejamento?, avaliou Carille, mostrando bastante satisfação com o trabalho realizado pela diretoria na montagem do elenco, mesmo sendo forçado a desenvolver uma nova maneira de jogar para o seu time.

?Desde aquela vez a gente ficou muito satisfeito, foi acima do esperado. Demos sequência, foi tudo muito bem. A chegada do Roger te dá uma opção a mais. Independentemente da forma que estamos jogando, estamos mostrando um entendimento legal?, concluiu o comandante.

Gazeta Esportiva

TAGS