PUBLICIDADE
Esportes

Carille testa time com Renê Júnior e Clayson para a estreia do Brasileiro

O técnico Fábio Carille testou na tarde desta quinta-feira um time com duas mudanças em relação à equipe que derrotou o Palmeiras nos pênaltis, no último domingo, no Allianz Parque. O atacante Clayson, que não atuou porque havia sido expulso no duelo de ida, na Arena Corinthians, juntou-se ao volante Renê Júnior naquela que será [?]

18:15 | 12/04/2018

O técnico Fábio Carille testou na tarde desta quinta-feira um time com duas mudanças em relação à equipe que derrotou o Palmeiras nos pênaltis, no último domingo, no Allianz Parque. O atacante Clayson, que não atuou porque havia sido expulso no duelo de ida, na Arena Corinthians, juntou-se ao volante Renê Júnior naquela que será a provável escalação da equipe para encarar o Fluminense, neste domingo, às 16h (de Brasília), em Itaquera.

O time utilizado pelo treinador em um treino de campo reduzido foi Cássio; Fagner, Balbuena, Henrique e Sidcley; Ralf e Renê Júnior; Romero, Rodriguinho, Vital e Clayson. Maycon, que ganhou a posição de titular no meio desde que Renê se lesionou, na reta final da fase de classificação do Paulista, e tornou-se um dos pilares da equipe, ficou apenas entre os suplentes. Jadson, por sua vez, atuou como curinga.

Em um raro coletivo com os jogadores, Carille aproveitou para escalar os reservas dessa forma: Caique; Mantuan, Pesri Henrique, Léo Santos e Capixaba; Gabriel, Maycon, Marquinhos Gabriel, Pedrinho e Emerson Sheik; Júnior Dutra. Durante a atividade, Paulo Roberto entrou no lugar de Capixaba, jogando Maycon para a esquerda, enquanto Matheus Matias substituiu Júnior Dutra como referência na frente.

O embate foi bastante estudado entre os dois times, com meia hora de duração. Sem uma referência no ataque, os titulares rodaram bastante a bola e tiveram muita dificuldade de infiltração na zaga adversária. Do outro lado, em uma boa jogada de Marquinhos Gabriel, os reservas viram Sheik aparecer entre os zagueiros após um cruzamento do armador e cabecear sem chances para Cássio.

Ainda que não defina quem vai encarar os cariocas, a movimentação desta quinta indica que o comandante começa a buscar um time para o restante do ano, algo que, segundo ele, não foi possível até o momento. Carille terá outros dois dias de trabalho antes de entrar em campo, quando poderá confirmar se esses serão mesmo os escolhidos.

Vale lembrar que, após encarar o clube das Laranjeiras, o Timão terá pela frente o Independiente-ARG, principal rival do Grupo 7 da Copa Libertadores da América, na quarta, dia 18, na Argentina. Atual campeão do Nacional, o Alvinegro tentará repetir um feito conquistado apenas uma vez na sua história, quando venceu as edições de 1998 e 1999.

Gazeta Esportiva

TAGS