PUBLICIDADE
Esportes

Marcelinho Carioca defende comemoração de Nenê

A vitória do São Paulo sobre o Corinthians por 1 a 0, pelas semifinais do Campeonato Paulista, ficou marcada não só pelo gol em si, mas também pela comemoração de Nenê. Após balançar as redes, ele correu em direção ao banco da equipe adversária e festejou na frente do técnico Fábio Carille, com quem havia se [?]

09:15 | 26/03/2018

A vitória do São Paulo sobre o Corinthians por 1 a 0, pelas semifinais do Campeonato Paulista, ficou marcada não só pelo gol em si, mas também pela comemoração de Nenê. Após balançar as redes, ele correu em direção ao banco da equipe adversária e festejou na frente do técnico Fábio Carille, com quem havia se desentendido anteriormente. O comandante não respondeu na hora e impediu seus jogadores reservas de entrarem em campo para reclamar com o meia. Em entrevista ao programa Mesa Redonda, da TV Gazeta, Marcelinho Carioca defendeu o jogador do São Paulo.

?Em termos de provocação, isso é até bom. Porque o futebol está meio metódico e robotizado. Mas, lógico, tudo dentro do seu limite. É só você pegar o histórico de cada cidadão, não vou nem falar de atleta. O Nenê é um cara maravilhoso. No calor da partida ele se excede normalmente, porque se ele teve aquela atitude, ele escutou alguma coisa no banco. Se você pegar a carreira todinha dele no Santos e na Europa, ele nunca deu dor de cabeça nenhuma. Agora, se pegar os caras mais polêmicos como eu, Edmundo e Romário, a gente era mais incisivo. Mas nunca fomos pontuados fora da verdade, ou como maldade, era na hora. Na rivalidade existe essa provocação?, disse o ex-jogador.

 

O ídolo do Corinthians afirmou ainda que a decisão não está definida. Os dois rivais voltam a se enfrentar na quarta-feira, na casa alvinegra, com vantagem do empate do Tricolor.

?O jogo está em aberto? Está! Mas o São Paulo não é bobo, ele tem um técnico que, na preleção, inflama seus atletas. Agora, a gente pede que isso não venha a se tornar uma atitude mais drástica dentro do campo entre os atletas?, finalizou.

Gazeta Esportiva

TAGS