PUBLICIDADE
Esportes

Jadson não aparece em campo e preocupa para duelo com o Bragantino

O Corinthians se reapresentou na manhã desta segunda-feira após a derrota para o Bragantino por 3 a 2, no estádio do Pacaembu, pelo jogo de ida das quartas de final do Campeonato Paulista. O destaque ficou por conta de Jadson, que segue sentindo um incômodo no músculo adutor da coxa direita e ainda é dúvida [?]

12:30 | 19/03/2018

O Corinthians se reapresentou na manhã desta segunda-feira após a derrota para o Bragantino por 3 a 2, no estádio do Pacaembu, pelo jogo de ida das quartas de final do Campeonato Paulista. O destaque ficou por conta de Jadson, que segue sentindo um incômodo no músculo adutor da coxa direita e ainda é dúvida para o duelo da volta com o rival de Bragança Paulista, na próxima quinta-feira, em Itaquera.

Se Jadson ainda é dúvida, a ausência de Fagner é certa. O lateral-direito já viajou para Moscou, onde se apresentará para defender a Seleção Brasileira nos amistosos contra a Rússia, na próxima sexta-feira, e contra a Alemanha, em Berlim, na terça-feira seguinte, dia 27 de março.

Em contrapartida, o treinador alvinegro poderá fazer uso dos paraguaios Balbuena e Romero, convocados pela seleção de seu país para o amistoso contra os EUA. Inicialmente a dupla viajaria antes da partida contra o Bragantino, porém, o clube entrou em consenso com a Federação Paraguaia, e ambos se reapresentarão somente após as quartas de final do Campeonato Paulista.

Nesta segunda, estiveram em campo somente os atletas que não iniciaram como titulares o confronto com o Bragantino. Nem mesmo Cássio, que costuma marcar presença no gramado ao lado de seus companheiros de posição, deu as caras, permanecendo nas dependências internas do CT Joaquim Grava com os demais.

Sob o forte sol que pairou sobre a capital paulista, Carille comandou um treino em campo reduzido. Primeiro, os atletas se dividiram em quatro times que tinham de atuar em duas zonas delimitadas, dando apenas dois toques na bola e buscando marcar gol nas balizas improvisadas, formadas por dois cones.

Posteriormente, os jogadores calibraram a pontaria através dos cruzamentos. Mantuan, provável substituo de Fagner, e Marciel, na lateral-esquerda, eram os encarregados de colocar a bola na área e depois correrem até o outro gol para defenderem as jogadas da formação de ataque oposta.

Por fim, um coletivo com dez jogadores para cada lado e um coringa, que poderia colaborar com ambas as equipes, fechou a reapresentação do Corinthians. Kazim, que sequer foi inscrito na Libertadores e vem recebendo poucas oportunidades de Carille, se destacou pelo fato de ter marcado um número considerável de gols.

Sem qualquer pista sobre a equipe que tentará reverter o quadro e se classificar à semifinal do Paulistão, o Timão volta a trabalhar nesta terça-feira, dia em que Fábio Carille começará a esboçar a formação que deverá utilizar na próxima quinta, em Itaquera. Resta saber se Jadson já estará recuperado ou abrirá mais uma vaga no time titular alvinegro.

Gazeta Esportiva

TAGS