PUBLICIDADE
Corinthians SC

Com dores na coxa, Jadson abre espaço para Sheik no time titular

Depois da movimentada manhã do Corinthians fora dos gramados, com definição das datas das quartas de final do Paulista e o anúncio da quase concluída negociação com o lateral esquerdo Zeca, do Santos, a tarde foi de novidades também dentro de campo. No último treino da equipe antes do confronto contra o Deportivo Lara-VEN, pela […]

17:30 | 13/03/2018

Depois da movimentada manhã do Corinthians fora dos gramados, com definição das datas das quartas de final do Paulista e o anúncio da quase concluída negociação com o lateral esquerdo Zeca, do Santos, a tarde foi de novidades também dentro de campo. No último treino da equipe antes do confronto contra o Deportivo Lara-VEN, pela Copa Libertadores da América, o técnico Fábio Carille viu o meia Jadson deixar o campo com dores na coxa direita e abriu a possibilidade de Emerson Sheik ser titular na quarta.

O experiente atacante participara do aquecimento com a equipe reserva e se encaminhou, ao lado dos outros suplentes, para a movimentação final em campo reduzido, feita em conjunto com os nomes que não foram inscritos na Libertadores e alguns que perderam espaço, como Lucca e Danilo. Porém, ao chegar no primeiro campo do CT, foi chamado de volta para o “treino-fantasma” pelo treinador.

Jadson, que treinou normalmente tanto no sábado quanto na segunda, acusou dores musculares na coxa direita, a mesma que recebeu uma bolsa de gelo após o duelo contra o Mirassol, na semana passada, em Itaquera. Cauteloso a respeito da situação do camisa 10, Carille preferiu dar a chance para Sheik, deslocando Rodriguinho para o lado direito e liberando o atleta de 39 anos de uma marcação mais pesada.

Ainda assim, não se pode dizer qual será a escalação escolhida para a equipe, mantendo o mistério até momentos antes do embate. Mateus Vital, visto como substituto imediato do camisa 10, participou o tempo todo do treino dos reservas, praticamente impossibilitando sua utilização desde o começo. Carille valoriza muito o trabalho na véspera do jogo e dificilmente muda a equipe que recebeu as instruções no trabalho de posicionamento.

Dessa, forma, o Alvinegro para encarar os venezuelanos deve ter Cássio; Fagner, Balbuena, Henrique e Sidcley; Gabriel e Maycon; Romero, Rodriguinho, Emerson Sheik e Clayson. Em fase final de recuperação, o zagueiro Vilson e o meia Marquinhos Gabriel seguem fora de combate. Pedro Henrique, que deixou o treino um pouco mais cedo, fez apenas fortalecimento muscular e deve ficar no banco de reservas.

 

Gazeta Esportiva

Recomendadas para você

Comentários