PUBLICIDADE
Esportes

Clayson trabalha com bola e pode reforçar Timão na quarta-feira

O Corinthians voltou aos trabalhos nesta segunda-feira no CT Joaquim Grava após a derrota por 1 a 0 no clássico do último domingo, contra o São Paulo, pelo jogo de ida da semifinal do Paulistão. O destaque ficou por conta de Clayson, que participou do treino regenerativo comandado por Fábio Carille e pode pintar como [?]

16:15 | 26/03/2018

O Corinthians voltou aos trabalhos nesta segunda-feira no CT Joaquim Grava após a derrota por 1 a 0 no clássico do último domingo, contra o São Paulo, pelo jogo de ida da semifinal do Paulistão. O destaque ficou por conta de Clayson, que participou do treino regenerativo comandado por Fábio Carille e pode pintar como novidade no setor ofensivo do Timão no duelo da volta, na próxima quarta-feira.

Assim como já havia acontecido no último sábado, Jadson e Renê Júnior seguem com a transição para o gramado contando com o acompanhamento dos fisioterapeutas e preparadores físicos do Corinthians. No entanto, a presença da dupla no jogo de volta da semifinal do Paulistão é considerada improvável.

Rodriguinho, por sua vez, ainda é dúvida. O jogador sentiu uma contratura no músculo da coxa direita durante o aquecimento para o clássico contra o São Paulo e acabou vetado pelo departamento médico. Desta maneira, Emerson Sheik teve de ser acionado por Carille, que vem sofrendo com tantos desfalques na reta decisiva do Campeonato Paulista.

Além dos desfalques por problemas físicos, Carille também não deverá contar com Romero, Balbuena e Fagner. Os dois primeiros estão nos EUA, onde defenderão a seleção paraguaia na próxima terça-feira, contra a seleção local. Já o lateral-direito titular serve a Seleção Brasileira, que entrará em campo no mesmo dia, em Berlim, contra a Alemanha.

O Corinthians volta a trabalhar nesta terça-feira, às 15h30 (de Brasília), quando Fábio Carille definirá a equipe que vai buscar a classificação contra o São Paulo, dono da magra vantagem por 1 a 0. Para se classificar no tempo regulamentar, o Timão precisa vencer o rival por dois ou mais gols e não ser vazado. Caso supere o Tricolor por apenas 1 a 0, a partida irá para os pênaltis.

Em apenas 16 horas, 22 mil ingressos já foram comercializados pelo Corinthians. A certeza de casa cheia dá ainda mais confiança aos jogadores do Corinthians, que esperam que a Arena se transforme em uma verdadeira panela de pressão e mantenha o título de palco em que o São Paulo jamais venceu.

Gazeta Esportiva

TAGS