PUBLICIDADE
Esportes

Cássio cita Bolívia para minimizar efeitos da altitude em Bogotá

Ao lado da famigerada ?catimba? dos adversários, a altitude é um dos tópicos mais abordados a cada Copa Libertadores da América. Porém, à espera do primeiro confronto com a temida altura dos países andinos, nesta quarta-feira, contra o Millonario-COL, às 21h45 (de Brasília), em Bogotá, o goleiro Cássio fez questão de minimizar os 2.800m acima [?]

17:45 | 26/02/2018

Ao lado da famigerada ?catimba? dos adversários, a altitude é um dos tópicos mais abordados a cada Copa Libertadores da América. Porém, à espera do primeiro confronto com a temida altura dos países andinos, nesta quarta-feira, contra o Millonario-COL, às 21h45 (de Brasília), em Bogotá, o goleiro Cássio fez questão de minimizar os 2.800m acima do mar em que se encontra a capital colombiana.

?Acredito que não influencia, talvez tenha um pouco da bola ser mais rápida, mas acredito que não mude muito?, disse o goleiro, que atuou lá em 2013, contra o mesmo Millonarios, e em 2016, quando o Alvinegro encarou a equipe do Santa Fe, ambos na fase de grupos do torneio continental.

Para o arqueiro corintiano, nada se compara ao cenário encontrado em Oruro, na Bolívia, sede do duelo contra o Sna José, também em 2013. Em jogo que ficou marcado pela morte do garoto Kevin Espada, o Timão empatou por 1 a 1 nos 3.700m de altitude da cidade. ?Não é que nem na Bolívia. Uma vez jogamos com um time da Bolívia que foi bem complicado. Comparando com esse foi muito pior?, relembrou.

De acordo com o corintiano, que vai disputar sua quinta edição do torneio, os alvinegros não têm com o que se preocupar no que se refere à qualidade do gramado do adversário. Elogioso ao campo do El Campín, ele ainda fez um alerta sobre a capacidade do rival.

?Campo rápido e qualidade muito boa, sempre com bom público. Lembro que a torcida do Millonarios colocou a maior bandeira do mundo. É uma torcida que empurra. Um jogo complicado, estilo Libertadores. Apesar de todas as dificuldades, vamos lá para buscar os três pontos?, observou, ignorando o fato de o rival ser o 16º colocado no Campeonato Colombiano.

?Eles vão querer se reabilitar. Não estando tão bem no Campeonato Colombiano, vão querer ir em busca do título na Libertadores. É bem difícil jogar lá. Temos de nos preparar bem. Vamos começar as ver as coisas do Millonarios e tentar os três pontos?, concluiu.

 

Gazeta Esportiva

TAGS