PUBLICIDADE
Esportes

Físico de Dutra pode dar a Kazim a titularidade no clássico de sábado

Kazim não começou bem o ano e chegou a ser vaiado no momento em que foi substituído contra o São Caetano, no último final de semana, mas tem boas chances de ser titular da equipe do Corinthians no clássico contra o São Paulo, no sábado, no estádio do Pacaembu. Substituído por Junior Dutra no embate [?]

06:45 | 25/01/2018

Kazim não começou bem o ano e chegou a ser vaiado no momento em que foi substituído contra o São Caetano, no último final de semana, mas tem boas chances de ser titular da equipe do Corinthians no clássico contra o São Paulo, no sábado, no estádio do Pacaembu. Substituído por Junior Dutra no embate frente à Ferroviária, ele tem na condição física seu principal trunfo para atuar no Majestoso.

?Muito cedo para falar, amanhã (quinta-feira) eu começo a esboçar o jogo, mas a ideia não era manter o Dutra durante os 90 minutos, ele terminou o jogo muito cansado?, afirmou o técnico Fábio Carille, que vai esperar a reapresentação dos jogadores, na manhã desta quinta, para saber qual será o time ideal para o primeiro clássico de 2018.

?Vamos esperar a recuperação de todos esses atletas para a gente ter uma definição do que esperar do Corinthians. Eu não sei como é a recuperação física dele?, continuou Carille, deixando claro que a avaliação da recuperação do atacante será determinante na sua utilização.

Pelo cenário, no entanto, é pouco provável que o camisa 19 reúna condições de atuar. Mesmo presente em toda a preparação, ele foi um dos atletas que mais correu diante da Ferroviária e terá apenas dois dias para se recuperar. Além disso, os dois trabalhos do clube até o embate estão marcados para a parte da manhã, diminuindo ainda mais o tempo de descanso dos jogadores.

O que pesa a favor dele é a rejeição que Kazim parece ter causado nos torcedores. Anunciado no banco de reservas antes do duelo da quarta, ele chegou a ter o nome vaiado timidamente pelo público. A avaliação interna é que, atuando fora de casa, o turco tem mais chance de ganhar confiança, longe da pressão da torcida a cada passe errado.

Soma-se a isso o fato de ser um duelo de grande rivalidade com o São Paulo, naturalmente mais aguardado pela Fiel. O público, por exemplo, deve superar bastante os 19 mil pagantes que foram ver a derrota para a Macaca e o triunfo diante da equipe de Araraquara.

?A questão maior que tem que ver nesse momento não é muito o desempenho técnico. Tenho que pensar na temporada, tenho que dar uma base física. Eu sei que, com o Dutra, eu perco um pouco da profundidade, ganho mais em movimentação. Com o Kazim é mais bola nele em velocidade. Ele é pivô, algo que o Dutra não é também. Vamos avaliando com o tempo?, concluiu.

Gazeta Esportiva

TAGS