PUBLICIDADE
Corinthians SC
NOTÍCIA

Corinthians abre mão de Tréllez e segura dinheiro para substituir Jô

O Corinthians chegou a ter conversas avançadas com o atacante Tréllez, do Vitória, mas a saída do artilheiro Jô, que poderia acelerar as tratativas, acabou esfriando o negócio. Avaliando o colombiano de 27 anos como alguém que viria para brigar por posição em 2018, a diretoria preferiu poupar o dinheiro dessa transferência para se concentrar [?]

19:30 | 03/01/2018

O Corinthians chegou a ter conversas avançadas com o atacante Tréllez, do Vitória, mas a saída do artilheiro Jô, que poderia acelerar as tratativas, acabou esfriando o negócio. Avaliando o colombiano de 27 anos como alguém que viria para brigar por posição em 2018, a diretoria preferiu poupar o dinheiro dessa transferência para se concentrar em um nome que viesse com aura de unanimidade para o setor.

?Eu ouvi muita coisa a respeito do Tréllez. Todo atleta gostaria de vestir a camisa do Corinthians, acredito que ele também. O Vitória nunca levantou a bandeira de pagar a multa e levar o atleta. Ele passou pro um momento eleitoral e, num segundo momento, a gente colocou o pé no freio e passamos a avaliar um pouco mais a tomada de decisão?, comentou o gerente de futebol do clube, Alessandro, explicando a guinada na negociação.

?Negociávamos quando tínhamos o Jô. O Trellez viria para ser opção, mas agora não temos o artilheiro do Brasileiro. Não temos duas balas para atirar, às vezes é melhor guardar e gastar na hora certa?, observou o dirigente, que tem para o setor o turco Kazim, o garoto Carlinhos e, possivelmente, Danilo e Júnior Dutra, atletas que já atuaram na função de camisa 9.

?A gente vinha já trabalhando nomes para essa posição. Ali nós entendemos que seria muito ruim ter três, quatro atletas no mesmo setor?, avaliou Alessandro, sem dar pistas sobre quem seria esse nome. O que ele garante, porém, é que é possível buscar alguém no mercado interno, sem a necessidade de tentar fora do país.

?Tem esse nome, sim, acredito que tenha um atleta que possa nos qualificar no setor. Infelizmente ainda não temos o nome, porém. Torcedor, confie, tenha paciência. A gente toma as decisões com muita segurança. Não vamos fazer loucura, trazer jogador para ganhar, 800 mil reais?, concluiu.

Gazeta Esportiva

TAGS