PUBLICIDADE
Esportes

Clayson explica ?batalha? para entender filosofia do Corinthians

O atacante Clayson já encerrou sua primeira temporada pelo Corinthians, suspenso da partida contra o Sport, no domingo, no Recife, e considera os sete meses no clube como uma batalha vencida na busca por entender a filosofia de jogo da equipe. Importante na campanha do Brasileiro, com quatro gols marcados e sete assistências, ele celebrou [?]

06:30 | 29/11/2017

O atacante Clayson já encerrou sua primeira temporada pelo Corinthians, suspenso da partida contra o Sport, no domingo, no Recife, e considera os sete meses no clube como uma batalha vencida na busca por entender a filosofia de jogo da equipe. Importante na campanha do Brasileiro, com quatro gols marcados e sete assistências, ele celebrou o sucesso obtido no ano.

?Vim batalhando, buscando como entender a filosofia do time?, comentou o atleta, contratado após fazer bom Campeonato Paulista pela Ponte Preta, que perdeu a final da competição justamente para o clube do Parque São Jorge, com grande atuação de Rodriguinho.

?Tive um tempo de adaptação. pude entrar e ajudar em jogos importantes. O grupo todo está de parabéns?, avaliou o jogador, que fez seus quatro gols em três jogos seguidos, contra São Paulo, Cruzeiro e Coritiba, evitando derrotas em uma das piores fases da equipe na competição.

Frequentemente cobrado para melhorar o desempenho físico, já que, na avaliação da comissão técnica, cai muito de rendimento na metade final do segundo tempo, ele disse ter assimilado as críticas para buscar uma melhor produção dentro de campo.

?Fico feliz, tive a confiança do grupo desde quando cheguei, do Carille, da comissão técnica. Dei meu melhor para ajudar o time e coroar um ano maravilhoso com o titulo?, disse o camisa 25, dono de uma das declarações mais fortes da equipe na dramática queda de rendimento antes do Derby. ?Vamos nos fechar e ganhar essa p??, disparou ele após a derrota por 1 a 0 para a Ponte, na 31ª rodada.

?É difícil falar os motivos daquela má fase, é do ser humano. Tivemos uma queda de rendimento, o mais importante é saber reconhecer. O torcedor esteve do nosso lado e isso é fundamental?, concluiu o jogador, dono de contrato até o final de 2021 com o Timão.

Gazeta Esportiva

TAGS