PUBLICIDADE
Esportes

Gabriel vê Corinthians com ?sangue nos olhos? por título

O volante Gabriel foi o escolhido para lidar com a imprensa no desembarque da delegação do Corinthians no Aeroporto Internacional de São Paulo, em Guarulhos, nesta terça-feira, um dia depois da derrota por 2 a 1 para o Botafogo, no Nilton Santos. Mostrando confiança na capacidade da equipe, ele elogiou a vontade demonstrada pelo Alvinegro [?]

17:15 | 24/10/2017

O volante Gabriel foi o escolhido para lidar com a imprensa no desembarque da delegação do Corinthians no Aeroporto Internacional de São Paulo, em Guarulhos, nesta terça-feira, um dia depois da derrota por 2 a 1 para o Botafogo, no Nilton Santos. Mostrando confiança na capacidade da equipe, ele elogiou a vontade demonstrada pelo Alvinegro mesmo com a derrota e a aproximação de Santos e Palmeiras, agora seis pontos atrás.

?A aproximação é normal. Vamos entrar em campo sempre para distanciar do segundo e encurtar cada vez mais o campeonato. Nunca falamos que o campeonato seria fácil, sabíamos a dificuldade. Mas Corinthians é líder de forma indiscutível até o momento?, disse o meio-campista, que mostrou convicção ao afirmar que os companheiros estão mostrando a mesma dedicação para serem campeões.

?Sabemos do momento de oscilação, mas isso pode e tem de ser revertido. Estamos nos cobrando muito internamente. Domingo temos mais uma oportunidades de mostrar que o líder está com sangue nos olhos para ser campeão?, avaliou o jogador.

Campeão no ano passado com o Palmeiras, Gabriel assegurou que o Timão não mudará seu modo de atuar com a diminuição da diferença para o segundo colocado. Com o revés, o time voltou a ter apenas seis pontos de vantagem sobre o vice, assim como ocorrera em julho.

?Pressão existe só de vestir a camisa do Corinthians. Isso é normal, sabemos disso. Entramos sempre com a cobrança de ganhar e de ser campeão, e nosso grupo vem fazendo isso durante os jogos. Os outros adversários que têm que se preocupar com eles e conosco. Dependemos só de nós para sermos campões?, observou, antes de tecer uma crítica aos dois gols de escanteio sofridos no Rio.

?A pressão é somente nossa em busca do objetivo. Os gols que tomamos davam para ser evitados, já conversamos internamente. Mas a equipe está bem concentrada para o jogo contra a Ponte Preta, nosso objetivo é vencer e dar uma arrancada para o título?, concluiu.

Com o dia de folga para aproveitar, os jogadores, que lideram o Brasileiro com 59 pontos conquistados, só voltam aos treinamentos na tarde da quarta-feira, no CT Joaquim Grava. O próximo compromisso será contra a Ponte Preta, em duelo marcado para as 17h (de Brasília) do domingo, no Moisés Lucarelli.

Gazeta Esportiva

TAGS