PUBLICIDADE
Esportes

Carille nega abatimento, se irrita e acena com entrada de Clayson

Fábio Carille procurou contemporizar ao discursar sobre a atuação do Corinthians na derrota por 1 a 0 para a Ponte Preta, neste domingo, no Estádio Moisés Lucarelli, pela 31ª rodada do Campeonato Brasileiro. O treinador, que levou a campo a formação campeã paulista e considerada ideal, elogiou o desempenho de seus comandados em Campinas. Após [?]

19:30 | 29/10/2017

Fábio Carille procurou contemporizar ao discursar sobre a atuação do Corinthians na derrota por 1 a 0 para a Ponte Preta, neste domingo, no Estádio Moisés Lucarelli, pela 31ª rodada do Campeonato Brasileiro. O treinador, que levou a campo a formação campeã paulista e considerada ideal, elogiou o desempenho de seus comandados em Campinas.

Após ver o ex-corintiano Lucca abrir o placar no primeiro tempo, o líder do torneio voltou com Clayson no lugar de Gabriel. Depois, Pedrinho e Kazim ainda entraram nas vagas de Romero e Jadson. Mas quem se destacou foi o goleiro Aranha, que nos minutos finais realizou ao menos três grandes defesas.

?Não está faltando alma. Lutamos muito. A ideia de colocar o time mais ofensivo no segundo tempo funcionou. O Aranha fez uma excelente partida, mas infelizmente não fizemos o gol?, avaliou Carille, em entrevista coletiva.

O comandante alvinegro ainda negou ter sentido um clima de abatimento no vestiário após o revés. ?Não dá para falar disso hoje (falta de comprometimento). Os jogadores entraram no vestiário de cabeça erguida porque lutaram muito. Não lembro de uma defesa do Cássio no segundo tempo. Triste pelo resultado, mas feliz pelo desempenho?, reiterou.

O único momento da entrevista em que Carille se destemperou se deu quando foi questionado sobre o desempenho recente de Jadson e Rodriguinho. Sem concordar com as perguntas dos jornalistas, o treinador ainda refutou que a equipe tenha entrado nervosa em campo diante da Ponte.

?Se vocês prestarem atenção, nas minhas coletivas tenho falado de vários jogadores. Eu falo do grupo no geral. O que é jogador pilhado? No jogo de hoje, isso não existiu. Não é nem falar que discordo da sua opinião, é que ela está errada. Você não pegou a minha coletiva inteira, mas da próxima vez você precisa ver o jogo para fazer perguntas?, esbravejou.

Visando ao Derby com o Palmeiras no próximo domingo, em Itaquera, Carille ainda acenou com uma mudança no Corinthians: a entrada de Clayson. O atacante, que marcou quatro gols nos últimos sete jogos, incomodou os zagueiros da Ponte Preta e originou jogada que quase culminou em gol no início da etapa final.

?Está merecendo (a titularidade), mas quem decide os jogos são os 14 jogadores ? os 11 que iniciam e os três que entram no decorrer da partida. Mas essa possibilidade existe, estamos satisfeitos com ele e pode acontecer?, garantiu.

Com a derrota, a terceira nos últimos quatro jogos, o Corinthians (59) pode ver o vice-líder Palmeiras diminuir a diferença para três pontos ao final da rodada ? o time alviverde encara o Cruzeiro, nesta segunda-feira, no Palestra Itália. Os arquirrivais ainda se enfrentam no próximo domingo, às 17 horas (de Brasília), no estádio de Itaquera, em Derby com caráter decisivo.

Gazeta Esportiva

TAGS