PUBLICIDADE
Esportes

Corinthians coleciona eliminações sem ser derrotado em mata-mata

O Corinthians foi eliminado da Copa Sul-Americana na noite da última quarta-feira, após empate por 0 a 0 com o Racing, da Argentina. Como havia empatado por 1 a 1 em Itaquera, no primeiro jogo das oitavas de final, a equipe deu adeus ao torneio internacional. E o retrospecto do Timão em competições mata-mata não [?]

08:45 | 22/09/2017

O Corinthians foi eliminado da Copa Sul-Americana na noite da última quarta-feira, após empate por 0 a 0 com o Racing, da Argentina. Como havia empatado por 1 a 1 em Itaquera, no primeiro jogo das oitavas de final, a equipe deu adeus ao torneio internacional. E o retrospecto do Timão em competições mata-mata não vem sendo tão satisfatório. Nas últimas seis participações em torneios eliminatórios, o clube caiu quatro vezes sem perder uma partida sequer.

Para expor o histórico corintiano é necessário relembrar a campanha de 2016. No último ano, o clube paulista disputou quatro competições: Paulista, Copa do Brasil, Libertadores e Brasileirão. O time terminou a temporada sem títulos, e colecionou eliminações nas competições mata-mata.

Primeiro, a equipe, ainda sob o comando de Tite, caiu no Campeonato Paulista. A equipe liderou o Grupo D e avançou às quartas de final como maior pontuadora do torneio. O Red Bull foi o primeiro adversário no mata-mata, e o clube goleou com tranquilidade: 4 a 0. Quando parecia que a equipe iria se consolidar como principal destaque do Paulistão, o Audax acabou com o sonho de título corintiano. Jogando na Arena, o Alvinegro empatou por 2 a 2 e perdeu nos pênaltis.

A segunda eliminação do Corinthians em 2016 aconteceu na Copa Libertadores. A equipe do técnico Tite classificou-se à fase mata-mata como a terceira equipe com mais pontos somados nos grupos. Com isso, o Alvinegro enfrentou o Nacional, do Uruguai, que não vinha tão bem na competição. Depois de empate sem gols jogando fora de casa, o Corinthians viu sua torcida lotar a Arena na volta, mas voltou a tropeçar e empatar pelo placar de 2 a 2, dando adeus ao torneio por conta da regra do gol marcado fora de casa.

A Copa do Brasil foi o único torneio eliminatório em que o Corinthians perdeu uma partida de mata-mata. A equipe defendia vantagem de 2 a 1, mas, atuando em Minas Gerais, acabou perdendo por 4 a 2 para o Cruzeiro.

Virando a página, em 2017, o Corinthians iniciou a temporada afastando o fantasma da eliminação. No Paulistão, a equipe de Fábio Carille, mesmo sofrendo duras críticas, eliminou Botafogo-SP e São Paulo, antes de chegar à final contra a Ponte Preta. Na decisão, o Timão se mostrou superior, vencendo por 3 a 0 no Moisés Lucarelli e empatando por 1 a 1 em Itaquera ? primeiro título conquistado em seu novo estádio.

Depois de vencer o Paulistão e realizar a primeira volta olímpica da Arena Corinthians, o elenco alvinegro voltou a amargar duas eliminações e, novamente, sem derrotas. O clube passou por Caldense, Brusque e Luverdense, na Copa do Brasil, mas acabou caindo para o rival Internacional. Em confrontos quentes e acirrados, o Timão empatou os dois jogos por 1 a 1 e, em sua casa, amargou eliminação nas cobranças de pênalti: 4 a 3 para o Colorado.

O último tropeço corintiano aconteceu na última quarta. Jogando na Argentina, o Timão viu o Racing se fechar e bloquear as investidas do time paulista, que não conseguiu balançar as redes e foi eliminado após empate sem gols. Como a primeira partida, no Brasil, terminou em 1 a 1, o Racing avançou às quartas de final da Sul-Americana.

Agora, o Corinthians volta a focar suas atenções apenas no Campeonato Brasileiro. A equipe de Fábio Carille lidera a competição, com 53 pontos, 10 a mais que o segundo colocado Grêmio, e enfrenta o São Paulo no próximo domingo. O clássico estadual acontece às 11h00 (de Brasília), no estádio do Morumbi, com torcida única do clube mandante.

* Especial para a Gazeta Esportiva

Gazeta Esportiva

TAGS