Participamos do

Ceará segura empate contra o Fortaleza e está na final do Brasileirão de Aspirantes

Segundo Clássico-Rei da semifinal terminou empatado por 0 a 0. Como havia vencido o jogo de ida por 1 a 0, o Vovô garantiu a vaga na final da competição; decisão será contra o Grêmio
17:21 | Out. 10, 2021
Autor Martonio Carvalho
Foto do autor
Martonio Carvalho Jornal
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

O Ceará está na final do Campeonato Brasileiro de Aspirantes. Após vencer o jogo de ida da semifinal contra o Fortaleza por 1 a 0, o Vovô segurou o empate sem gols com o Tricolor do Pici neste domingo, 10, no CT Ribamar Bezerra, em Maracanaú (CE). Com o resultado, o Vovô conseguiu a classificação para a final do torneio pela segunda temporada consecutiva.

Com o Fortaleza precisando da vitória para chegar a decisão, o técnico Léo Porto escalou o atacante Igor Torres, que já integra o elenco profissional, para a partida. A equipe tricolor teve mais presença no campo de ataque durante a maior parte do jogo e contou com as melhores oportunidades do duelo, mas não conseguiu marcar o gol.

Diferentemente do que fez no confronto de ida, quando escalou Yony González, Pedro Naressi e William Oliveira, o técnico Daniel Azambuja não contou com atletas do elenco profissional na segunda partida da decisão. Com a vantagem de jogar por empate, o Ceará chegou pouco ao campo de ataque, mas foi muito eficiente para conter as principais jogadas ofensivas do rival e conseguir a classificação para a final.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Atual campeão do Brasileirão de Aspirantes, o Alvinegro irá defender o título da competição em duas partidas contra o Grêmio-RS, previstas para acontecer nos dias 17 e 24 de outubro. A equipe gaúcha superou o Avaí-SC após vencer o time catarinense por 2 a 1 nos dois confrontos da semifinal e somar 4 a 2 no placar agregado.

O jogo

Os primeiros 20 minutos de jogo foram de muita movimentação das duas equipes, mas sem grandes chances de gol. A primeira jogada de perigo da partida foi do Ceará. Aos 33 minutos, o atacante Cristiano recebeu passe de Jhoninha e ficou em boa condição para finalizar, mas foi travado pelo zagueiro João Paulo na hora do chute.

No lance seguinte, o Fortaleza conseguiu balançar as redes após Igor Torres marcar um golaço de bicicleta, mas a arbitragem assinalou impedimento e anulou o gol tricolor. O Leão voltou a ter boa chance de gol aos 36 minutos, quando Wandson tentou fazer o cruzamento e quase suspendeu o goleiro André Luiz. Três minutos depois, o jogador teve nova oportunidade, desta vez, em chute de fora da área. A bola desviou na defesa do Ceará e passou muito perto da trave defendida pelo goleiro alvinegro.

Os minutos iniciais da segunda etapa foram de pressão do Fortaleza. Logo aos oito minutos, Hércules cobrou escanteio na medida para João Paulo cabecear, mas o zagueiro cabeceou sobre o gol. Aos 11 minutos, Igor Torres fez bela jogada individual, chutou de fora da área e a bola passou à esquerda da trave.

No lance seguinte, o Ceará teve a sua melhor chance no segundo tempo. Após cobrança de escanteio, a bola sobrou para o zagueiro Alan Uchoa finalizar da marca do pênalti, mas o goleiro Max Walef fez boa defesa.

Nos minutos finais, o técnico Léo Porto tentou deixar o Fortaleza mais ofensivo ao sacar o zagueiro Diguinho para colocar o atacante Erick Cunha. No entanto, a equipe tricolor só conseguiu pressionar o Ceará em uma sequência de escanteios nos acréscimos da partida, quando já havia perdido Thiaguinho, expulso por agredir um jogador adversário.

Após o apito final do árbitro, jogadores e comissões técnicas dos dois clubes protagonizaram cenas lamentáveis e trocaram agressões em meio a uma confusão no centro do campo.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags