Participamos do

Melhor defesa e pior ataque, Ferroviário pode terminar primeira fase da Série C com marca histórica

As partidas do Tubarão da Barra tiveram, até agora, apenas 15 gols, 8 marcados pelos cearenses e 7 sofridos. Menor número de redes balançadas na primeira fase da Terceirona é do Mogi Mirim, que participou de 18 partidas com 27 gols em 2016
19:05 | Set. 01, 2021
Autor Mateus Moura
Foto do autor
Mateus Moura Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

O Ferroviário, atualmente na quinta colocação com 20 pontos, convive com um desequilíbrio entre o setor defensivo e ofensivo que vem prejudicando o desenvolvimento da equipe no campeonato. Enquanto o Tubarão da Barra possui a melhor defesa do Grupo A, com apenas sete gols sofridos, tem também o pior ataque, com oito gols marcados.

Os números colocam o Coral em listas de melhores e piores nos quesitos. Com quatro rodadas para o término da primeira fase, o Ferrão pode se tornar o time com a defesa menos vazada desde que o atual formato da Série C foi implementado, em 2012. Para isso, basta sofrer dois ou menos gols. Nos últimos sete confrontos, por exemplo, a equipe comandada por Francisco Diá só foi vazada em duas ocasiões. São Bento (2017), Ypiranga (2019) e Remo (2020) sofreram 10 gols em 18 jogos e são os melhores em desempenho defensivo até o momento.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Quando o assunto é gols marcados, a atual campanha do Tubarão da Barra está entre as piores. Os números ofensivos são iguais — com exceção da quantidade de partidas disputadas — aos da campanha do Rio Branco (2013), com oito gols marcados em 20 jogos. Duque de Caxias (2014) e Imperatriz (2020), com 10 gols em 18 jogos, completam a lista dos clubes com menos gols marcados na primeira fase desde 2012. O Coral precisa de, pelo menos, três gols para ultrapassar essas equipes no ranking.

No momento em que os dois quesitos se unem o Ferroviário se torna o clube com a menor quantidade de gols em seus jogos — seja a favor ou contra. O Tubarão soma 15 gols (8 a favor e 7 contra) e pode superar a marca histórica do Mogi Mirim-SP, na campanha de 2016, quando totalizou 27 gols (12 a favor e 15 contra). Veja a lista completa:

Mogi Mirim (2016) com 27 gols (12 a favor e 15 contra)
Guarani (2013) com 28 gols (15 a favor e 13 contra)
Ypiranga (2019) com 28 gols (18 a favor e 10 contra)
Guarani (2014) com 29 gols (14 a favor e 15 contra)
Paysandu (2019) com 29 gols (18 a favor e 11 contra)

Com a participação do estatístico e comentarista da rádio O POVO CBN, Thiago Minhoca.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags