PUBLICIDADE
Cearenses
NOTÍCIA

"É o melhor início de minha carreira", diz Adilson Bahia, artilheiro do Ferroviário em 2021

O atacante balançou as redes 11 vezes em 16 oportunidades por Copa do Brasil, Campeonato Cearense e Taça Fares Lopes

Gabriel Lopes
18:01 | 29/03/2021
Adilson Bahia é o artilheiro do Ferroviário em 2021 (Foto: Lenilson Santos/Ferroviário AC)
Adilson Bahia é o artilheiro do Ferroviário em 2021 (Foto: Lenilson Santos/Ferroviário AC)

O desempenho do atacante Adilson Bahia está sendo fundamental para o sucesso do Ferroviário no ano de 2021. O atleta de 28 anos marcou 11 gols em 16 partidas neste ano, o que ajudou o Tubarão da Barra a ser campeão da Taça Fares Lopes 2020, liderar a primeira fase do Campeonato Cearense 2021 e avançar na primeira fase da Copa do Brasil 2021. Em entrevista coletiva guiada concedida nesta segunda-feira, Bahia avaliou seu começo de ano no clube coral e revelou que está atuando em uma posição diferente da sua usual.

"Falando em gols, é o melhor início de minha carreira. E também pela mudança de posição. Não sou um 9 de origem. Sempre joguei pelas pontas, como segundo atacante. Estou me sentindo à vontade, até pela formação tática do professor, que me ajuda. Ele me dá liberdade para movimentação, para que os meias entrem na minha posição. Estou me sentindo bem, me sentindo realmente em casa, entrosado com meus companheiros", ressaltou.

O tentos de Adilson Bahia são bem distribuídos pelas competições. Ele fez quatro na Fares Lopes, seis no Estadual (ele é o artilheiro do torneio no momento) e um na Copa do Brasil, em triunfo por 1 a 0 sobre o Porto Velho-RO, que garantiu o Ferroviário na segunda fase do torneio e garantiu mais R$ 675 mil aos cofres do clube, que se somam aos R$ 560 mil arrecadados na primeira fase.

O Tubarão enfrentará o América-MG nesta etapa da competição nacional, em partida única, na qual o empate leva a decisão para os pênaltis. O confronto acontecerá no dia 14 de abril, às 19 horas, no estádio Independência, em Belo Horizonte, capital de Minas Gerais, casa do Coelho.