PUBLICIDADE
Cearenses
NOTÍCIA

"A Série D, dentre todas as que participei, A, B e C, deve ser a mais difícil", afirma Douglas, goleiro do Floresta

O Goleiro comenta sobre as dificuldades da competição, do sucesso do Floresta e da estrutura do time.

21:06 | 01/01/2021
Goleiro Douglas Dias durante treino do Floresta no CT Felipe Santiago (Foto: Ronaldo Oliveira/Floresta EC)
Goleiro Douglas Dias durante treino do Floresta no CT Felipe Santiago (Foto: Ronaldo Oliveira/Floresta EC)

O Floresta se prepara para o confronto decisivo contra o América-RN, pelas quartas de finais da Série D, sábado, dia 2 de janeiro, na Arena Castelão, às 16 horas. Douglas, goleiro do time cearense, falou sobre chegar tranquilo para o jogo e da dificuldade da competição por ter quatro sequências eliminatórias.

“Não adianta chegar afobado para ganhar jogo de qualquer jeito. Tem que ter tranquilidade. A Série D, dentre todas as que eu participei, A, B e C, deve ser a mais difícil, pois são quatro mata-mata.”

Douglas também cita a importância do acesso para o Floresta, o clube que foi fundado há 5 anos, já conseguiu o acesso a primeira divisão do campeonato estadual e agora conseguiria está por dois jogos de conquistar o acesso a Série C.

“Vai ser bom para clube, vai ser bom para gente, atleta, ter mais um acesso, um título, chegando até a final. É muito importante, ainda mais para o Floresta que tem pouco tempo de profissional, tem cinco anos. Em cinco anos já conseguir um acesso para a série C”.

Douglas ainda fala da estrutura do clube cearense e compara com as dos mais times do estado, Ceará e Fortaleza. Para o goleiro, o Floresta em uma estrutura que confronta os grandes da capital e merece os resultados conquistados.

“Sempre digo, o Floresta tem a estrutura que bate com Fortaleza e Ceará”.

O resultado positivo contra o América-RN leva a equipe para a semifinal da Série D e garante o acesso a Série C nesse ano. Por isso, cresce a importância do primeiro confronto em casa, no Castelão, sábado, dia 2 de janeiro.

 

Por Horácio Neto