PUBLICIDADE
Cearenses
NOTÍCIA

"Vamos para esse jogo do Paysandu como o jogo da nossa vida", diz Diego Lorenzi, do Ferroviário

O Tubarão da Barra enfrenta o Papão no próximo domingo, 22, em Belém, no Pará

Gabriel Lopes
18:59 | 17/11/2020
Diego Lorenzi, meio-campista do Ferroviário (Foto: Lenilson Santos/Ferroviário AC)
Diego Lorenzi, meio-campista do Ferroviário (Foto: Lenilson Santos/Ferroviário AC)

Faltam três partidas para o fim da primeira fase da Série C. Dessa forma, o Ferroviário terá três decisões pela frente, na busca de uma vaga no G4 do grupo A, que garante espaço na segunda fase do torneio, e também na luta contra o rebaixamento, pois o clube coral está na sexta colocação, três pontos atrás do quarto colocado e dois na frente do nono, primeiro time do Z2. O próximo adversário será o Paysandu, que venceu nesta segunda-feira, 16, e avançou à quarta posição. Em entrevista coletiva guiada concedida nesta terça-feira, 17, o meio-campista Diego Lorenzi falou da importância do embate contra os paraenses e da sequência na competição.

“Primeiramente, a gente não tem que encarar os três jogos, porque o próximo jogo é decisivo. Não temos que pensar no Imperatriz, não tem que pensar no Santa Cruz, tem que pensar no Paysandu. Porque se a gente não fizer nosso dever contra o Papão, praticamente zera as chances de classificação. Então vamos para esse jogo do Paysandu como o jogo da nossa vida no campeonato”, ressaltou.

O confronto acontecerá no próximo domingo, 22, às 18 horas, em Belém, no Pará. Depois, o Ferroviário enfrenta o Imperatriz-MA, lanterna do grupo e rebaixado, no dia 28 de novembro, em casa, e finaliza a participação diante do líder e já classificado à próxima fase, o Santa Cruz-PE, no dia 5 de dezembro, fora de casa.

Diego Lorenzi analisou as últimas partidas do Papão e disse que o Tubarão está no mesmo nível do adversário no quesito qualidade. “É um time que cresceu nos últimos jogos, após chegada do novo treinador. Mas é um time que a gente já sabia desde o início que era muito forte. Porém a gente não deixou a desejar em nenhum momento em qualidade, comparando com eles. Se a gente ainda está aqui brigando pela vaga é porque também temos qualidade. Infelizmente os resultados não vieram nas últimas partidas, mas ninguém pode falar que a gente vem jogando mal. Os jogos vem sendo decididos nos detalhes e no próximo jogo temos que fazer com que esse detalhe a favor nosso”, explicou.

O Ferroviário vai em busca de quebrar o atual jejum de vitórias, que dura quatro partidas, quando o clube da Barra do Ceará empatou dois e perdeu dois jogos. Diego falou sobre o incômodo por não triunfar nos últimos compromissos. “Isso incomoda muito, porque se a gente tivesse feito pelo menos os deveres de casa, com duas vitórias dentro de casa, estaríamos em uma posição completamente diferente”, falou.