PUBLICIDADE
Cearenses
NOTÍCIA

Ferroviário mantém pagamento integral da CLT aos jogadores, mas vai cortar até 60% dos direitos de imagem

Diretoria optou por não dar férias ao elenco em abril e garante manutenção dos benefícios na integralidade

Brenno Rebouças
20:14 | 08/04/2020
Ferroviário anunciou suspensão das atividades desde o dia 17 de março
Ferroviário anunciou suspensão das atividades desde o dia 17 de março (Foto: Xandy Rodrigues/Ferroviário/Divulgação)

A diretoria do Ferroviário se reuniu com os jogadores e comissão técnica na terça-feira, 7, para deliberar sobre o pagamento de salários e outros assuntos no período de paralisação do futebol brasileiro, devido ao coronavírus. Oficialmente, o clube divulgou o acordo feito com os funcionários do clube.

Os salários da carteira de trabalho continuarão sendo pagos integralmente, mas para os jogadores, os valores de direito de imagem serão abatidos em no mínimo 40% e no máximo 60%, durante todo o período da pandemia (que não tiver bola rolando). A medida já valeu para os vencimentos de março.

Os benefícios de auxílio-moradia (para os que possuem) também estão mantidos em 100% e um dos patrocinadores do clube garantiu a manutenção total dos planos de saúde dos funcionários.

Nas semifinais do Campeonato Cearense e aguardando o início da Série C do Brasileiro, o Ferroviário tomou caminho contrário ao de Ceará e Fortaleza, que concederam férias aos jogadores no mês de abril, por 20 dias. Apesar do prejuízo pela falta de jogos, o clube receberá um aporte da CBF no valor de R$ 200 mil.