PUBLICIDADE
Ceará Sporting Club
TRIO DE ARBITRAGEM

Ex-árbitro, Dacildo Mourão diz que juízes cearenses não têm condições de apitar Clássico-Rei

Único árbitro Fifa da história do futebol cearense, Dacildo Mourão disse que, neste momento, arbitragem cearense passa por mau momento

16:26 | 10/03/2019
Árbitro Rodolpho Toski/PR é do quadro da FIFA
Árbitro Rodolpho Toski/PR é do quadro da FIFA

O ex-árbitro Dacildo Mourão durante live no Facebook do O POVO Online, nesse sábado, 9, afirmou que árbitros cearenses, no momento, não têm condições de apitar um Clássico-Rei. Ele ainda disse que, apesar de Rodolpho Toski/PR ser um árbitro iniciante no quadro da Fifa, espera boa arbitragem.

Toski vai arbitrar a partida junto dos assistentes Bruno Boschilia/PR e Fabrício Vilarinho da Silva/GO, todos Fifa. A "bronca" na visão de Dacildo é a escalação do quarto árbitro cearense César Magalhães. "Ele vem de um problema muito sério com o Fortaleza. Ele apitou um clássico em que o Fortaleza ficou na bronca com ele devido a um pênalti que ele não teria marcado".

Único árbitro Fifa da história do futebol cearense, Dacildo reconhece que a arbitragem do Estado passa por dificuldades e é necessária uma arbitragem de outra federação ser contratada para o Clássico-Rei.

Dacildo acrescenta que, caso um árbitro cearense apite o jogo, existe perigo de os jogadores "tomarem o apito do juiz" - não respeitando as decisões do trio local.

A arbitragem para o jogo deste domingo, 10, tem chancela Fifa e foi trazida para arbitrar a partida depois de acordo entre as diretorias. Os clubes vão dividir as despesas com arbitragem e arcam com uma multa de R$ 5 mil imposta pela regra do Campeonato Cearense, além dos cerca de R$ 20 mil para cada pelo pagamento ao trio.

SAMUEL PIMENTEL