PUBLICIDADE
Esportes
TABU A QUEBRAR

Lisca e Ceni ainda não venceram nenhum Clássico-Rei; confira o retrospecto dos treinadores

Será a primeira vez que os treinadores vão rivalizar à beira do gramado

12:53 | 06/03/2019
(Foto: Reprodução)
(Foto: Reprodução)

No próximo domingo, 10, mais um capítulo do maior confronto do estado será escrito. Antes mesmo de a bola rolar já existem motivos que apimentam o Clássico-Rei e fazem a rivalidade centenária aumentar.

O duelo coloca frente a frente Rogério Ceni e Lisca no comando técnico das equipes. Apesar de já terem disputado o confronto em outras oportunidades, nunca saíram de campo com um triunfo. Outro detalhe: será a primeira vez que os treinadores vão rivalizar à beira do gramado, convivendo em um espaço em que são extremamente participativos.

Em 2016, logo após ter salvado o Vovô de uma queda para a Série C no ano anterior, Lisca esteve com o time no estadual. Em dois confrontos disputados contra o rival Fortaleza, acumulou uma derrota (2 a 1) e um empate (1 a 1) que, inclusive, entrou para o rol dos motivos da saída do treinador.

Do outro lado, Rogério Ceni esteve à frente do Fortaleza em quatro clássicos e, apesar de mais jogos, também não saiu vitorioso em nenhum. Uma derrota e um empate na fase inicial do estadual 2018 (2 a 0 e 1 a 1) e duas derrotas na final do certame pelo mesmo placar: 2 a 1.

Certo é: será apenas o primeiro dos vários encontros que os treinadores de Ceará e Fortaleza terão durante o ano. Isso porque o mais relevante confronto do futebol cearense já tem quatro datas confirmados: um pelo estadual (10 de março), um pelo regional (17 de março) e dois pela Série A do Campeonato Brasileiro que acontece na 13ª rodada, com mando de campo do Alvinegro, entre os dias 3, 4 ou 5 de agosto. A partida do 2º turno será na 32ª rodada, com mando do Tricolor, entre os dias 9, 10 ou 11 de novembro.

Matheus Vitor