PUBLICIDADE
Esportes
Sem acordo

Dirigentes não se entendem e desistem de setor misto no Clássico-Rei

Na reunião de providências para a partida, representantes de Fortaleza e Ceará não chegaram a um consenso sobre onde colocar, juntos, torcedores dos dois clubes

16:47 | 28/02/2019
Reunião de providências para o Clássico-Rei, na sede da FCF. Foto: FCF/Divulgação
Reunião de providências para o Clássico-Rei, na sede da FCF. Foto: FCF/Divulgação

A ideia de ter um setor misto para as torcidas de Ceará e Fortaleza no primeiro Clássico-Rei do ano, marcado para o dia 10 de março, foi refutada por dirigentes dos dois clubes na reunião de tomada de providências para a partida, que aconteceu na tarde desta quinta-feira, 28, na sede da Federação Cearense de Futebol (FCF). Não houve entendimento sobre que setor utilizar para comportar torcedores dos dois clubes juntos, portanto a iniciativa foi cancelada.

O desejo do Fortaleza era que o setor Especial (no prédio central) fosse utilizado pelas duas torcidas, mas os representantes do Ceará solicitaram que fosse no setor premium ou Bossa Nova.Não houve acordo e um novo entendimento será tentado para o jogo do dia 17/3, válido pela Copa do Nordeste, com mando de campo do Vovô.

Desta forma, a entrada de torcedores no dia 10/3 segue da mesma forma como programada desde o começo, com apenas torcedores do Leão ocupando o prédio central (dos setores premium e especial) e apenas sócios-torcedores do Tricolor tendo direito a entrada gratuita, devido ao mando de campo ser do Fortaleza. A renda será dividida.

Mudanças

O primeiro Clássico-Rei do ano também teve mudança de horário. A partida passou das 17h para às 16 horas. O local (Castelão) e a data (10/3) permanecem os mesmos. Apesar da alteração, pelo menos até o momento, o jogo segue sem transmissão da TV aberta.

Outra partida que mudou de horário foi Fortaleza x Confiança, válida pela Copa do Nordeste, que acontece na próxima quinta-feira, 7. O duelo saiu das 19h para às 20h30min, a pedido da emissora que detém os direitos de transmissão. O Castelão segue como palco.

BRENNO REBOUÇAS