Presidente do Fortaleza detalha proposta para gestão do Castelão compartilhada com o CearáCeará Sporting Club | Times | Esportes O POVO
PUBLICIDADE
Esportes


Presidente do Fortaleza detalha proposta para gestão do Castelão compartilhada com o Ceará

Marcelo Paz afirma que, ao lado do Vovô, pode gerenciar os assuntos relacionados a futebol e terceirizar a responsabilidade sobre shows e eventos na Arena

10:43 | 12/11/2018
Arena Castelão
Arena Castelão
[FOTO1] O presidente do Fortaleza Esporte Clube, Marcelo Paz, reafirmou o interesse em gerir a Arena Castelão em conjunto com o Ceará Sporting Club. O contrato da Luarenas, atual administradora do equipamento, se encerra em 13 de dezembro. Data em que a administração do Castelão passa para o Estado do Ceará, quando Ceará e Fortaleza podem assumir responsabilidades administrativas do equipamento até o processo licitatório ser finalizado. 

Na manhã desta segunda-feira, 12, Paz falou com o jornalista Luiz Viana no programa O POVO no Rádio, da Rádio O POVO CBN. Na entrevista, Marcelo Paz detalhou que a gestão compartilhada do Castelão incluiria ainda uma empresa terceirizada para tratar dos shows e eventos no espaço. Caso o Ceará se mantenha na Série A do Campeonato Brasileiro, os times cearenses devem disputar na arena 38 jogos oficiais só no Brasileirão. Além disso, o equipamento recebe as partidas da Copa do Brasil, do Nordestão e do Campeonato Cearense. 
  
Apesar de convidar empresa terceirizada para tratar de eventos não futebolísticos, a gestão geral da Arena deve ser do Leão e do Vozão. A responsabilidade dos dois times, caso a proposta seja aceita, deve durar novembro de 2019, quando o processo licitatório encerra e torna-se público a nova empresa gestora da Castelão.
 
A nova licitação para a concessão do Castelão prevê contrato de 20 anos, com parceria público-privada. O Estado investirá R$ 214,6 milhões durante o período. Diferente do vínculo com a Luarenas, quem assumir o equipamento terá o controle do uso de estádio, restaurantes e estacionamento, além da possibilidade de explorar os naming rights, os "direitos de nome". 
  

Campeão Série B
Durante a conversa, o comandante do Tricolor ainda destacou a manutenção do planejamento feito para a temporada e a autonomia do técnico Rogério Ceni para o acesso à elite do futebol brasileiro e o título de campeão da Série B. 
 
Apesar de dividir opiniões, Ceni conseguiu convencer ao longo do campeonato Brasileiro, após deixar escapar o título estadual. O desafio para a diretoria do Fortaleza, além de estar na série A, é manter Ceni no clube.
TAGS