PUBLICIDADE
Ceará Sporting Club
Noticia

Guto pede "sensibilidade" em calendário apertado do Ceará: "Estamos sendo punidos"

Treinador do Vovô lamenta semifinal do Estadual próxima à partida contra o Bolívar, pela Copa Sul-Americana, e faz mistério sobre estratégia para os jogos

19:00 | 17/05/2021
Entre Estadual e Sul-Americana, Guto Ferreira lamenta calendário apertado do Ceará (Foto: Aurelio Alves)
Entre Estadual e Sul-Americana, Guto Ferreira lamenta calendário apertado do Ceará (Foto: Aurelio Alves)

Em entrevista coletiva após a goleada do Ceará por 5 a 2 sobre o Atlético-CE, nesta segunda-feira, 17, no estádio Carlos de Alencar Pinto, pela sétima rodada da segunda fase do Campeonato Cearense, o técnico Guto Ferreira criticou as datas dos jogos do certame local em meio à Copa Sul-Americana e fez mistério sobre a estratégia para os próximos compromissos.

A sequência de partidas da reta decisiva do Estadual teve início no último sábado, 15, quando o Alvinegro perdeu o Clássico-Rei contra o Fortaleza por 2 a 0. Encarou a Águia nesta segunda e terá a semifinal contra o Ferroviário no meio de semana - a data ainda será definida. Na quinta-feira, 20, a equipe joga pela competição continental contra o Bolívar, da Bolívia.

"Vamos esperar, trabalhar da melhor maneira possível para ver o que é possível se fazer para poder levar para dentro do campo o melhor Ceará possível. Sinceramente, é uma engenharia. Hoje (segunda-feira), por exemplo, o Ferroviário poupou a sua equipe e está totalmente descansado para o jogo de quarta. E a equipe nossa que está descansada para o jogo de quarta tem que jogar quinta a partida, teoricamente, mais importante do futebol do Estado do Ceará nesse mês de maio. É uma partida internacional, levando o nome do Estado do Ceará para a América do Sul e para todo o mundo, já que é uma competição que é transmitida para mais de 100 países. O fato de a gente estar nessa condição nós estamos sendo punidos pela Federação Cearense, não que ela queira, eu sei, porque é uma questão de datas, mas tem que existir algum tipo de sensibilidade para que a gente possa também, de alguma maneira, valorizar o Campeonato Cearense. O que nós fizemos até aqui, em termos de participação no Campeonato Cearense, foi por questões dessa competição (Sul-Americana) e da Copa do Nordeste. No momento que nós tivemos condições de prestigiar, nós prestigiamos", ponderou o treinador.

LEIA MAIS

+ Quem jogará pelo empate na final do cearense? Confira todos os cenários
+ Campeonato Cearense: saiba quais serão os confrontos das semifinais
+ Cléber celebra vaga do Ceará na semifinal do Estadual e projeta Clássico da Paz

O Clássico da Paz pelo Cearense será em jogo único, com a vantagem do empate para o Tubarão da Barra pela melhor campanha. Na maior parte da segunda fase, o Vovô utilizou o time sub-23 reforçado com peças do elenco principal e pode ter que repetir a estratégia em razão do calendário apertado.

"Parece que tem que terminar de qualquer jeito essa semana a competição. Uma competição que ficou parada meses. É uma competição que, nesse momento, está privilegiando quem não está jogando as grandes competições. Então, para o Ceará, se for colocar na balança a competição do Campeonato Cearense teria que abdicar totalmente, porque está jogando uma competição sul-americana, levando o nome do Estado e da Federação para toda a América do Sul e para o mundo e está sendo penalizado dentro de casa por isso, por falta de datas. A gente ter que jogar na quarta-feira, depois de ter jogado na segunda, ter jogado no sábado e, logicamente, a gente tentou algumas soluções durante a competição, botando juniores e isso favoreceu a equipe que está na nossa frente. Completamente inviável. Como é que eu vou botar o jogador na quarta e na quinta? Pelo menos jogando na sexta, quem não jogou na quinta pode entrar para representar a equipe do Ceará da melhor maneira possível. Falta um pouquinho de sensibilidade na marcação dessa partida na quarta-feira", lamentou, referindo-se à semifinal.

"Nós já estamos com a situação do calendário nos prejudicando, se eu for dizer a minha estratégia vou estar entregando tudo, aí nós só vamos fazer número lá. Vamos esperar para ver o que vai acontecer e as decisões que nós vamos tomar. Uma coisa é certa: nós vamos brigar para estar nessa final, esteja com qual time estiver. Nós vamos jogar a vida para estar nessa final", garantiu o comandante.

O duelo diante do Bolívar, quinta, 20, às 19h15min, na Arena Castelão, pela quinta rodada do Grupo C, é decisivo para manter o time de Porangabuçu em condições de classificação para a próxima fase da Sul-Americana. Após o empate sem gols na altitude de La Paz, Guto Ferreira espera que o Ceará faça prevalecer o mando de campo para conquistar a vitória.

"Mais um jogo difícil, mais um jogo equilibrado. Nós vamos pegá-los agora em casa. Tivemos a dificuldade de jogar contra eles lá, fizemos um bom jogo dentro habitat deles, porque lá é praticamente um habitat (risos). Jogar na altitude lá, o nível de respiração... E agora eles vêm para o calor, habitat nosso. Eles são do frio, espero que esteja bastante calor e que a gente faça um grande jogo. Nós temos que ser agressivos, precisamos vencer para poder definir a nossa classificação fora de casa, lá em Cochabamba. Então é a partida mais importante da competição até esse momento. É a partida decisiva e pode ter certeza que nós vamos jogar à vera", disse.