PUBLICIDADE
Ceará Sporting Club
NOTÍCIA

Em apresentação, técnico do time feminino do Ceará fala em transformar investimento em resultados

Jorge Victor garante que acompanhava o Ceará , mesmo que de longe, há dois anos, e por isso sabe das frustrações do clube quanto ao fato de ter ficado bem perto do acesso duas vezes, mas deixá-lo escapar em ambas

Brenno Rebouças
16:47 | 07/04/2021
Novo técnico do time feminino do Ceará foi apresentado nesta quarta-feira, 7 (Foto: Wilton Hoots/cearasc.com)
Novo técnico do time feminino do Ceará foi apresentado nesta quarta-feira, 7 (Foto: Wilton Hoots/cearasc.com)

Novo técnico do time feminino do Ceará, o mineiro Jorge Victor foi apresentado oficialmente na tarde desta quarta-feira, 7. No discurso, ele colocou como missão fazer o Alvinegro parar de bater na trave e finalmente conquistar o acesso para a Série A1 da categoria.

Aliás, foi justamente o fato de já ter um acesso na carreira que o fez despertar o interesse da diretoria. Responsável por abrir a coletiva do novo comandante, o diretor de futebol do Ceará, Eduardo Arruda, disse que Jorge Victor tem todos os predicados necessários para que o clube acredite no trabalho dele.

"Apesar de ser jovem, tem uma experiência muito boa no futebol feminino e está justamente dentro do perfil do que a gente pretende. Um treinador que conhece a Série A2, que é a competição que vamos participar, que tenha acesso (no currículo), que é o nosso objetivo, e a experiência de ter estado lá (na competição", justificou o dirigente.

Jorge foi o auxiliar técnico do Cruzeiro na campanha de 2019 na Série A2 do Feminino, em que a Raposa foi finalista. Para chegar até a decisão, o time mineiro eliminou justamente o Ceará. O treinador lembra daquele momento e garante que depois disso passou a acompanhar mais, mesmo que de longe, o time feminino do Vovô. E é por isso que ele garante entender o sentimento do clube.

“Existe essa insatisfação de ter chegado tão perto duas vezes e hoje ela nos move. Então é uma coisa que caminha junto com a minha iea que é transformar essa insatisfação e tudo aquilo que o Ceará tem investido em resultado", afirma Jorge, completando: "Quero, com o (time) feminino também alcançar os resultados que a equipe tem alcançado no futebol masculino, para que o Ceará chegue aonde quer chegar, que é ao acesso", mostrou-se confiante.

Aceitar o convite do Vovô foi fácil. O treinador diz que já sabia da organização do clube, portanto foi buscar saber mais sobre o elenco. "Eu tinha informações de como o clube funciona, do profissionalismo que ronda o Ceará, de como respeita os funcionários do clube e que todo mundo aqui tem orgulho e prazer de trabalhar pelo time. Essa primeira informação que eu tinha de uma pessoa que trabalha no clube, é um grande amigo e estudou comigo. A partir desse momento, busquei informações sobre a equipe, acompanhei os jogos [...] procurei pessoas do Botafogo (que eliminou o Alvinegro ano passado) [...] para entender mais e tomar a decisão de vir para o Vovô", contou.

É óbvio que se aceitou o convite, Jorge Victor acredita na equipe que tem as mãos. Ele chegou a dizer que ficou impressionado com a capacidade jogadoras do clube por vídeo, mas nada comparado ao que viu quando chegou.

"O elenco é de qualidade, principalmente no aspecto técnico eu fiquei impressionado. Assisti todos os jogos do Campeonato Cearense, todos os clássicos, fiz anotações, avaliações e vi um potencial, mas não tanto quanto vi desde que cheguei. É um grupo com capacidade de jogar a série A2 e que precisa de alguns treinos, alguns pontos que podemos melhorar, porque o futebol, além dos aspectos técnicos, tem aspectos táticos, físicos, mentais e de comprometimento, eu estou aqui para desenvolver isso e conquistar esse acesso.