PUBLICIDADE
Ceará Sporting Club
NOTÍCIA

Com vantagem e 100% de aproveitamento de Guto, Ceará "vira a chave" e foca no Brusque

Além da vantagem construída na partida da ida, os cearenses contam com o histórico favorável do técnico Guto Ferreira em duelos eliminatórios

Lucas Mota
15:54 | 20/09/2020
Ceará encara o Brusque na partida da volta pela Copa do Brasil, na quarta-feira, 23 (Foto: Israel Simonton/Ceará SC)
Ceará encara o Brusque na partida da volta pela Copa do Brasil, na quarta-feira, 23 (Foto: Israel Simonton/Ceará SC)

Derrota dura fora de casa para o então lanterna Bragantino, na 11ª rodada da Série A. O Ceará não tem tempo para lamentar. A equipe já virou a "chave" e se concentra para mais um duelo decisivo de mata-mata. Na quarta-feira, o Alvinegro do Porangabuçu encara o Brusque na partida da volta pela quarta fase da Copa do Brasil, no Castelão.

A classificação vale R$ 2,6 milhões de cota, e o Ceará acumula mais de R$ 5 milhões por ter chegado até a quarta fase. Para garantir vaga nas oitavas de final da Copa do Brasil, a equipe pode perder por até um gol de diferença para os catarinenses. Na partida da ida, o Vovô venceu o Brusque por 2 a 0 fora de casa, gols de Leandro Carvalho e Vinícius.

Além da vantagem, os cearenses contam com o histórico favorável do técnico Guto Ferreira no comando do time do Porangabuçu. Em 2020, Gordiola tem 100% de aproveitamento em mata-mata à frente do Alvinegro. Com ele, o Vovô venceu os sete jogos eliminatórios até então pelo Campeonato Cearense, pela Copa do Nordeste e Copa do Brasil, desempenho que lhe rendeu o título do torneio regional.

"Eu acho que a partida de quarta-feira é outro campeonato, outra competição, outra equipe, e embora tenha um padrão de jogo bastante interessante, que gosta de jogar, pode ter certeza que vamos entrar com uma postura pra buscar o resultado e classificar o Ceará", afirmou Guto após o revés para o Bragantino.

O técnico deve promover os retornos de William Oliveira e Fernando Sobral à equipe titular. Poupados, os dois começaram no banco de reservas contra o Bragantino, e o time sentiu a ausência da dupla. Por outro lado, o Ceará não terá Cléber, que não pode atuar pelo Vovô na Copa do Brasil por já a ter disputado pelo Barbalha. Rafael Sobis e Bergson voltam a brigar pela vaga.