PUBLICIDADE
Ceará Sporting Club
NOTÍCIA

Galhardo marca duas vezes e Ceará perde para o Inter no Beira-Rio por 2 a 0

Vovô emendou a segunda derrota consecutiva na competição e segue estacionado na tabela com 10 pontos ganhos

Brenno Rebouças
21:15 | 10/09/2020
Galhardo é o artilheiro da Série A com 8 gols  (Foto: Ricardo Duarte/Internacional)
Galhardo é o artilheiro da Série A com 8 gols (Foto: Ricardo Duarte/Internacional)

O Ceará não resistiu ao líder da Série A do Brasileiro e acabou derrotado pelo Internacional por 2 a 0, na noite desta quinta-feira, 10, no estádio Beira-Rio, em Porto Alegre. Os dois gols do jogo foram marcados por Thiago Galhardo.

Ex-Ceará, Galhardo não comemorou os tentos marcados, mas fez valer, pelo segundo jogo consecutivo do Vovô a Lei do Ex. O primeiro gol foi marcado aos 44 minutos do primeiro tempo. Após cruzamento de Edenílson, o camisa 17 do Colorado, na primeira trave, se antecipou e desviou com a perna esquerda. Já na segunda etapa, aos 30, aproveitou a roubada de bola de Boschilia sobre Gabriel Lacerda, passou pelo goleiro alvinegro e mandou para a rede. Com oito gol marcados, Galhardo é agora o artilheiro da Série A.

Fernando Prass quem mais se destacou pelo Ceará. O arqueiro fez pelo menos quatro defesas difíceis, a maioria no segundo tempo, e evitou um placar mais elástico pelo Internacional. O Vovô até conseguiu marcar bem o Colorado na primeira etapa e teve chances de marcar, mas fez conclusões ruins. O Ceará teve quatro desfalques em campo e não contou com Guto Ferreira na área técnica.

Foi a segunda derrota consecutiva do Vovô, que permanece estacionado com 10 pontos e saiu da primeira página da classificação, enquanto o Inter se isolou na liderança da competição, com 20 pontos.

O Jogo

Apesar de apostar num jogo mais defensivo, o Ceará marcava o Inter desde a saída de bola. Como o Colorado jogava de forma espaçada, as linhas de defesa do Vovô não ficavam tão próximas e mesmo assim evitavam uma pressão maior dos donos da casa, que tinham uma posse de bola maior.

A primeira boa chance do jogo, inclusive, foi do Ceará, aos 8. Uma saída errada da defesa colorada, Charles roubou a bola, invadiu a área e rolou para Mateus Gonçalves, na esquerda. Ele puxou para o meio e deu passe para Cléber, que chutou rasteiro, mas fraco, e o goleiro defendeu. No lance seguinte, Vina chutou de fora da área e assustou. O meia ainda cobrou um escanteio fechado que levou perigo à meta de Marcelo Lomba.

Mais solto e bastante ofensivo, o Inter foi encontrando os espaços, especialmente do lado esquerdo do Vovô. Antes de Galhardo abrir o placar, Sarrafiore já tinha experimentado de fora da área e o próprio Galhardo já havia desperdiçado uma cabeçada na grande área.

Na etapa complementar o desequilíbrio foi nítido. Afora um chute de Vina, na entrada da área, logo nos primeiros cinco minutos, somente o Inter finalizou no gol. No chute â queima-roupa de Edenílson e na bola de longe de Boschilia, Prass conseguiu espalmar.

O Colorado começou a fazer pressão na saída de bola do Vovô e o segundo gol foi fruto de um erro do jovem Gabriel Lacerda. Ele recebeu a bola de Prass e Boschilia pressionou e tomou dele. A bola rolou para Galhardo, que ganhou de Prass e definiu o placar.

Com 2 a 0 no placar, Coudet colocou Moledo e D’Alessandro, pra reforçar a marcação e descansar peças titulares. O Vovô nem chegou a pressionar mais.