PUBLICIDADE
Ceará Sporting Club
NOTÍCIA

Com Vovô cheio de desfalques para enfrentar o líder da Série A, Pagnussat prega que será "jogo de superação"

Ceará perdeu quatro atletas para o jogo contra o internacional e não terá Guto Ferreira na borda do campo

Brenno Rebouças
15:53 | 07/09/2020
Tiago Pagnussat deverá ser titular na zaga do Ceará diante do Inter  (Foto: Felipe Santos/Cearasc.com)
Tiago Pagnussat deverá ser titular na zaga do Ceará diante do Inter (Foto: Felipe Santos/Cearasc.com)

O próximo adversário do Ceará na Série A do Brasileiro é o líder Internacional, no Beira Rio. Por si só, uma partida complicada. E que será mais difícil ainda diante dos desfalques que o Vovô têm para o duelo, incluindo o técnico Guto Ferreira.

Devido os cartões amarelos e vermelhos distribuídos pelo árbitro Wagner Reway no jogo passado, contra o Santos, o Ceará não poderá contar com os laterais Samuel Xavier e Bruno Pacheco, o zagueiro Luiz Otávio e o atacante Leandro Carvalho.

Nada que o Ceará não possa superar, segundo o zagueiro Tiago Pagnussat, em coletiva concedida nesta segunda-feira, 7. “Acredito que seja um jogo de superação para nós. Temos muitas ausências em campo, ausência do nosso treinador e isso com certeza faz diferença, mas nós temos um grupo em que todos têm totais condições de entrar em campo e jogar muito bem. Acho que, mais uma vez, a união desse grupo pode fazer a diferença”, acredita.

Pagnussat diz estar consciente da dificuldade que espera o Vovô na quinta-feira, 10, mas destacou que em momentos assim o Ceará costuma surpreender. “Sabemos da dificuldade de enfrentar o Internacional. É o atual líder, então, o jogo por si só já é muito difícil e temos dificuldades a mais, mas é isso que faz com que a (nossa) equipe se fortaleça. Diante da dificuldade esse grupo já mostrou que se supera", disse.

O zagueiro alvinegro já atuou no futebol argentino e enfrentou equipes montadas por Eduardo Coudet, técnico do Colorado. Pagnussat diz que o treinador trouxe características do futebol da Argentina para o atual líder do Brasileirão.

"(Ele) trouxe muito da característica do futebol argentino em si. A intensidade do Inter vem sendo maior do que normalmente é, então acredito que o treinador trouxe essa característica, de intensidade, de velocidade de jogo, além de ser uma grande equipe técnica, tem jogadores muito qualificados e acredito que esse é o ingrediente trazido por ele", opina.

Leia Mais: Árbitro relata xingamentos de parte da diretoria do Ceará na súmula; dirigentes negam