PUBLICIDADE
Ceará Sporting Club
NOTÍCIA

"É um menino de muita personalidade", diz Guto Ferreira sobre Jacaré

O atacante fez a estreia com a camisa alvinegra contra o Vitória-BA, pela Copa do Nordeste

Gabriel Lopes
17:36 | 26/07/2020
Jacaré, atacante do Ceará, recebendo marcação de Carleto, do Vitória, pela Copa do Nordeste (Foto: Felipe Santos/cearasc.com)
Jacaré, atacante do Ceará, recebendo marcação de Carleto, do Vitória, pela Copa do Nordeste (Foto: Felipe Santos/cearasc.com)

Aos 24 minutos do primeiro tempo do confronto entre Ceará e Vitória-BA, neste sábado, 25, pelas quartas-de-final da Copa do Nordeste, uma alteração mudou os rumos da partida. Jacaré, atacante de 20 anos contratado do Caucaia, fez sua estreia com a camisa do Vovô e foi peça importante, tanto na marcação quanto na condução de contra-ataques, tendo em vista a inferioridade numérica do Alvinegro a partir dos 16 minutos da etapa final, quando o zagueiro Luiz Otávio foi expulso. Em coletiva cedida remotamente à imprensa após o jogo, o treinador Guto Ferreira elogiou bastante o jogo de Jacaré contra a equipe baiana.

“Eu gostei. Acho que o início dele foi normal, próprio de um menino de 20 anos que está chegando, fazendo estreia em um grande clube, time de Série A, vindo do interior. Mas é um menino de muita personalidade. Ele foi crescendo durante a partida, e no momento que a equipe mais precisou dele, ele se multiplicou, fazendo um trabalho incessante, tanto ofensivo quanto defensivo. Foi uma peça muito importante para o triunfo hoje”, ressaltou.

+Ceará vence o Vitória por 1 a 0 e se classifica para a semifinal da Copa do Nordeste

Guto avaliou o desempenho de Vitor Jacaré em campo com mais detalhes, tanto no ataque como na defesa. “No início sentiu um pouco de dificuldade, mas aos poucos foi se soltando. Na hora que o grupo mais precisou dele, ele conseguiu ser peça importante. Defensivamente foi muito atuante e ofensivamente foi a principal válvula de escape, um jogador que desafogava as linhas de marcação, para que a defesa pudesse respirar e suportar a pressão do adversário, que tinha um homem a mais. E ainda assim quase fizemos um lance de gol. Os melhores lances aconteciam pelo lado dele, sempre com ele sofrendo falta. Quando ele conseguia o avanço, nós quase fizemos o gol”, explicou.

O técnico do Ceará também elogiou a participação do lateral-direito Eduardo, que substituiu o suspenso Samuel Xavier. Fernando Sobral, que atuou na parte direita do meio-campo, dialogando com Eduardo, também recebeu bons comentários do comandante.

O Eduardo esteve bem, teve sustentação do lado, teve saída de bola. A principal saída de bola do nosso time foi pelo lado direito, com Eduardo e Sobral. O Sobral fisicamente é um jogar muito importante, pois ele se multiplica, ele e o Charles tem uma ocupação de espaço muito grande. Isso faz a gente compensar alguns jogadores mais técnicos, mas que não tem tanta ocupação de espaço, não tem tanta potência. E isso traz equilíbrio para a equipe”, disse.