PUBLICIDADE
Ceará Sporting Club
NOTÍCIA

Guto Ferreira admite semelhança com Enderson e explica estilo de jogo buscado no Ceará

Treinador participou de live no canal do clube no Youtube e respondeu perguntas da imprensa e da torcida

Lucas Mota
19:45 | 22/04/2020
Guto Ferreira ainda não se apresentou em Porangabuçu
Guto Ferreira ainda não se apresentou em Porangabuçu (Foto: Anderson Stevens/Sport Club do Recife)

Sistema de jogo, conhecimento do elenco, aproveitamento da base, nível elevado da Copa do Nordeste e semelhança com Enderson Moreira. Estes foram alguns dos assuntos abordados com Guto Ferreira na sua primeira entrevista como técnico do Ceará. O comandante alvinegro participou de live do clube e respondeu perguntas da imprensa e da torcida.

+ Em 2019, Ceará registra maior patrimônio líquido da história do clube

Trabalhando de casa, em Piracicaba-SP, durante a quarentena, o treinador tem sido municiado de informações sobre o elenco e assistido vídeos de partidas da equipe nesta temporada. A tendência é que ele desenvolva, inicialmente, a equipe para atuar no esquema 4-2-3-1, como vinha jogando com Enderson Moreira.

"(Eu e Enderson) temos similaridades sim, mas cada um tem sua característica. O plantel montado no Ceará é para jogar, aparentemente, no 4-2-3-1. Mas mais importante do que o sistema é o conceito de jogo", explicou.

Na retomada dos treinos, prevista para maio, Guto espera criar diversos modelos de jogo a partir do 4-2-3-1, variando a forma de atuar dentro dos 90 minutos. Entre as características do time, o Alvinegro sob o comando do novo professor vai priorizar a potência, velocidade e o controle da partida.

"Equipe que tenha qualidade na posse de bola, que proponha e controle a partida. Temos que ter jogadores que saibam jogar o jogo, saindo lá de trás de forma inteligente e sendo agressivos no último terço de campo", ressaltou.

Um dos trunfos de Guto no trabalho à distância é o fato de já ter comandado dez atletas do atual plantel do clube do Porangabuçu. Passaram pelas mãos do técnico em outros clubes os seguintes jogadores: Eduardo, Bruno Pacheco, Klaus, Tiago Pagnussat, Charles, Fabinho, Ricardinho, Felipe Baxola, Vinicius e Bergson. A relação de proximidade pode trazer um ambiente de confiança mútua entre o elenco e o treinador.

"Todos eles, de alguma maneira, tiveram destaque nos trabalhos com a gente. A confiança vai ser passada aos seus companheiros, o que nos dá voto de crédito no primeiro momento", comentou.

Com a chegada do novo comandante, atletas oriundos da categoria de base podem ganhar chances preciosas. Dois pontos favorecem o cenário propício para a revelação de joias. Guto costuma revelar jovens jogadores por onde passa e o Ceará foi eleito por site especializado o clube mais vitorioso do Nordeste nos juniores.

"Em todas as equipes que passamos pusemos no profissional algum menino para jogar. O mais importante não é dar a primeira oportunidade, mas firmar o jogador. Isso depende do momento da equipe e da maturidade do jogador."

Campeão da Copa do Nordeste em 2017 pelo Bahia, o novo treinador alvinegro valorizou a competição, uma das principais metas do Vovô em 2020. Para Guto, o torneio regional está entre os principais do calendário nacional do futebol.

"Um dos campeonatos mais difíceis e importantes. Tirando Série A e B, a fase final da Copa do Brasil e o Paulistão, a Copa do Nordeste é muito mais forte do qualquer outra competição."

OUÇA ENTREVISTA DE ROBINSON DE CASTRO NO FUTCAST:

Listen to "#93 - Robinson de Castro abre o jogo: preocupação com coronavírus, testagem do elenco e volta do futebol" on Spreaker.