PUBLICIDADE
Ceará Sporting Club
NOTÍCIA

Arthur Cabral fala de quarentena, vida na Europa e elege gol mais marcante pelo Ceará

Formado nas categorias de base do Alvinegro, atacante já soma gols e assistências pelo Basel, mas parece não pensar muito na possibilidade de atuar em grandes centros do futebol europeu

Vinícius França
13:03 | 17/04/2020
Ex-Ceará, Arthur Cabral já tem nove gols pelo Basel
Ex-Ceará, Arthur Cabral já tem nove gols pelo Basel (Foto: Reprodução/Instagram )

Em live transmitida no perfil oficial do Ceará no Instagram, o ex-atacante do Vovô, Arthur Cabral, falou sobre as experiências que está tendo hoje no Basel, da Suíça, e lembrou de vários momentos da sua passagem por Porangabuçu. Cria da base alvinegra, o jogador está cumprindo o isolamento social na cidade da Basileia e ainda acompanha o clube mesmo de longe.

Início na Europa

Com nove gols e seis assistências em sua primeira temporada europeia, Arthur está ganhando cada vez mais espaço na equipe do Basel. O atacante conta que a persistência e o foco foram as características que lhe fizeram melhorar o desempenho pouco a pouco: “Eu foco em estar evoluindo, melhorando, porque eu sei onde posso chegar e onde quero chegar. Foco sempre em estar melhorando minhas falhas, meus erros, pra alçar voos cada vez mais altos”.

+ Em dois meses, Arthur Cabral faz metade dos gols para ser comprado pelo Basel; relembre valores que cabem ao Ceará

Se dentro de campo a adaptação está sendo boa, fora dele ainda há algumas dificuldades. Arthur é o único brasileiro do elenco do Basel, e um dos quatro únicos sul-americanos. Eles são obrigados a ir às aulas de inglês e alemão para aprender a se comunicar com as pessoas. “Aqui os caras falam três, quatro idiomas. Você tá na mesma e os caras falam francês, inglês, alemão, e quando fala com a gente, fala em espanhol. A gente tem que se virar, tem que dar o máximo nas aulas também porque é muito chato ficar dependendo dos outros”, relatou.

+ Arthur Cabral: como o Ceará pode ganhar milhões com o jogador em três negócios diferentes

Na Suíça, já são quase 27 mil casos de coronavírus. Apesar da pandemia, Arthur diz que as pessoas não parecem respeitar muito as regras da quarentena no país: “Vejo muita gente na rua, pessoal não tá respeitando muito não. Tá tudo parado, mas o pessoal tá sempre caminhando na rua, ainda mais que aqui começou a esquentar e o verão tá chegando”, contou. Durante a live, o atacante falou que já chegou a jogar em uma temperatura de -1 ºC, e que o frio muitas vezes o desencoraja a sair: “Você não sente vontade de sair na rua, ir ao mercado, fazer alguma coisa. Só quer ficar em casa, o frio é embaçado (risos)”.

Momentos marcantes pelo Vovô

A trajetória de Arthur com a camisa do Ceará foi notória. Com as conquistas do acesso à Série A, título do Campeonato Cearense e permanência na elite, o ex-jogador do Vovô chegou a balançar as redes 30 vezes ao longo de algumas temporadas. Questionado sobre qual gol foi o mais marcante, o camisa 40 foi certeiro: “Não tem como escolher outro que não seja contra a Chapecoense, por tudo que envolve, por ter sido na Série A. Por ter sido um gol de virada”.

+ Ceará: venda de Arthur ao Palmeiras é a maior da história do futebol cearense

Na ocasião, o Alvinegro empatava em 1 a 1 com a Chape no Castelão, em jogo válido pelo Brasileirão de 2018, e precisava vencer para deixar a zona de rebaixamento. Arthur conta mais detalhes sobre o momento: “Na hora, a torcida tava cantando, e todo mundo vai e se abraça. Parece que ali foi um abraço que disse que a gente não vai cair não, não tem quem faça a gente cair mais”.

Com o bom início de Arthur no futebol europeu, é natural que surja a expectativa de que ele chegue a atuar em centros maiores no Velho Continente. Porém, o cria da base do Vovô se diz tranquilo com a possibilidade. O importante é pensar no momento atual, assim como foi no clube formador: “Quando eu tava no Ceará, eu não jogava pensando em ir pra outras equipes. Eu tava lá dando meu melhor a cada dia, mostrando meu futebol. Claro que isso chama atenção de outras pessoas. Naturalmente, quando você dá o seu melhor, as coisas vão fluindo e acontecendo naturalmente”.