PUBLICIDADE
Ceará Sporting Club
NOTÍCIA

Robinson de Castro promete elogiar Juninho Quixadá para Guto Ferreira

Presidente do Ceará relembrou importância do atleta para a temporada 2018 e disse que não se pode descartar um jogador com as características do meia-atacante

Brenno Rebouças
19:17 | 16/04/2020
Juninho Quixadá jogou somente duas partidas em 2020 até agora
Juninho Quixadá jogou somente duas partidas em 2020 até agora (Foto: AURELIO ALVES/OPOVO)

Com as boas atuações durante a reação do Ceará na Série A do Brasileiro de 2018, o meia-atacante Juninho Quixadá caiu nas graças da torcida alvinegra. Na temporada seguinte, porém, lesões fizeram com que ele pouco fosse a campo. Este ano, o jogador ainda não teve uma sequência de partidas, mas o presidente do clube, Robinson de Castro, prometeu dar boas referências do atleta ao novo treinador, Guto Ferreira.

"É realmente um jogador de muita qualidade, se lesionou no final de 2018, passou o ano praticamente sem jogar, mas trabalhando. Recuperou o jogador, está voltando, está treinando; torço muito por ele, gosto muito dele, quero falar bem dele para o Guto. É um jogador que a gente não pode descartar”, disse o presidente do Ceará, em entrevista ao jornalista Jorge Nicola, no YouTube.

Robinson relatou que foi buscar Juninho Quixadá na Série D do Brasileiro em 2018, quando ele vestiu a camisa do Ferroviário. "Fui olhar ele jogar, depois puxei o currículo dele e vi que tinha jogado Champions League. Foi jogador de um clube da Bulgária. Me perguntei ‘o que esse jogador está fazendo aqui?’. Liguei pra um diretor do Ferroviário e ele disse que o jogador tinha se machucado, veio com um contrato de três meses e ia tentar se recuperar", contou.

O dirigente ressaltou a importância do atleta para a recuperação de 2018, na Série A, e comentou sobre as características do meia-atacante. “bate muito bem na bola, tem bom um contra um, é um jogador desses que a gente foi buscar onde ninguém tava olhando”, disse.

Juninho Quixadá tem vínculo com o Ceará até dezembro de 2020. Ele teve contrato renovado por dois anos em 2018 pelo bom desempenho, mas desde então não deu o mesmo retorno técnico ao Vovô.