PUBLICIDADE
Ceará Sporting Club
NOTÍCIA

Enderson destaca chances criadas pelo Ceará e fala sobre Dia da Mulher: "Competência não tem gênero"

Técnico do Vovô falou sobre produção da equipe, estado do gramado do Presidente Vargas e outros tópicos

Vinícius França
10:25 | 09/03/2020
Enderson Moreira permanece invicto no comando do Ceará em 2020
Enderson Moreira permanece invicto no comando do Ceará em 2020 (Foto: FÁBIO LIMA/O POVO)

O Ceará venceu o FC Atlético neste domingo, 8, por 1 a 0. Apesar do resultado magro no jogo válido pelo Campeonato Cearense, o técnico Enderson Moreira elogiou o desempenho dos seus jogadores e a produção de boas chances de gol nos 90 minutos. Em entrevista coletiva, o treinador também falou sobre o gramado do estádio Presidente Vargas, sobre as ausências de alguns jogadores e também teceu um comentário sobre o Dia Internacional da Mulher.

“Nós ganhamos de 1 a 0 só. Mas nós jogamos pra ganhar de 1? Não, criamos boas e vários oportunidades pra ganhar de muito mais. Mesmo com 1 a 0, no segundo tempo a gente quase não deixou o time deles chegar ao nosso gol. Conseguimos criar boas situações para poder definir o jogo, mas às vezes não acontece. Menos mal que a gente tenha saído com os três pontos”, analisou Enderson.

O técnico do Ceará avalia que as análises das chances perdidas pela sua equipe podem ficar enviesadas por conta do estado do gramado do PV, que atrapalha o desempenho dos atletas: “Será que faltou um pouquinho de competências para os atletas ou foi realmente a qualidade do gramado que determinou algumas ações? A gente fica sempre na dúvida. Quando você tem um campo bom, a chance de acerto é maior. Mas também não quero ficar falando sobre isso porque é chato”.

Na coletiva, Enderson explicou o motivo de alguns jogadores não serem relacionados para a partida. Bergson ficou de fora porque “estava sendo relacionado para quase todos jogos e tava participando pouco, então em determinado momento a gente tem que tirar pra que ele possa fazer uma semana aberta de trabalho”, segundo o treinador.

Luiz Otávio não foi relacionado porque sentiu um desconforto muscular que persistiu ao longo dos treinamentos. Já Rodrigão ficou trabalhando à parte para alcançar uma “condição ideal”: “A gente tem conversado muito sobre isso, ele tem avançado muito sobre essa questão. Dentro da nossa conversa, o melhor caminho foi esse, de abrir mão dos jogos agora, se concentrar bem nessa preparação pra estar ainda melhor quando retornar”.

Ainda sobrou tempo para Enderson Moreira fazer um comentário sobre o Dia da Mulher, comemorado no mesmo dia da partida. Para o jogo entre Ceará e Atlético, a FCF escalou um trio de arbitragem totalmente feminino. O técnico alvinegro até gostou da iniciativa, mas observou: “Eu acho que elas merecem muito mais do que isso. Acho que merecem ser avaliadas com critérios iguais aos homens em todas as áreas. Elas preciam que as competências delas possam ser, de alguma forma, reconhecidas”.

Perguntado sobre quem são as mulheres da sua vida, Enderson citou a mãe, as irmãs e a filha. “Eu fico num misto de homenagem, mas acho que elas merecem muito mais do que simplesmente homenagem. Elas necessitam e clamam, principalmente, nem pela questão de igualdade, mas pelo reconhecimento pelo que realmente representam na nossa vida e na nossa sociedade”. O treinador também falou que “a competência não pode ter gênero”.