PUBLICIDADE
Ceará Sporting Club
NOTÍCIA

"A gente pede desculpas ao nosso torcedor", diz Enderson Moreira, após mais um empate do Ceará

O Alvinegro de Porangabuçu empatou sem gols com o Guarany de Sobral no estádio Presidente Vargas e foi vaiado pela torcida

Gabriel Lopes
19:14 | 29/02/2020
FORTALEZA, CE, BRASIL, 26-02-2020: Enderson Moreira. Ceará x Botafogo da Paraiba pela Copa do Nordeste, quinta rodada na Arena Castelão, empate em 2 x 2. (Foto: Aurelio Alves/O POVO)..
FORTALEZA, CE, BRASIL, 26-02-2020: Enderson Moreira. Ceará x Botafogo da Paraiba pela Copa do Nordeste, quinta rodada na Arena Castelão, empate em 2 x 2. (Foto: Aurelio Alves/O POVO).. (Foto: AURELIO ALVES)

Pela oitava vez em 11 jogos na temporada, o Ceará saiu de campo com um empate. Neste sábado, 29, o resultado mais comum do Vovô em 2020 foi mantido diante do Guarany de Sobral, no estádio Presidente Vargas. Após o jogo, pouco mais de oito mil torcedores alvinegros vaiaram a atuação do time. O treinador Enderson Moreira, em entrevista coletiva cedida à imprensa após o jogo, se desculpou com a torcida.

“A gente pede desculpas ao nosso torcedor. Ele veio aqui, nos incentivou. Mas eles merecem mais. Nós estamos aqui para isso. Não há qualquer tipo de satisfação aqui, apesar de que não é que está tudo ruim”, disse o técnico.

Enderson falou também sobre o que o Ceará necessita para conquistar vitórias com mais frequência. “A nossa obrigação é jogar bem, acima de tudo jogar bem e vencer. Nós precisamos ser um time com uma identidade um pouco diferente. Precisamos nos impor um pouco mais. Nós precisamos de mais. Não há acomodação aqui. O torcedor pode ficar muito tranquilo, pois estamos cobrando”, ressaltou.

Ele também comentou sobre a organização da equipe, que não estaria acontecendo nos jogos por causa da falta de treinamentos. “A primeira coisa que a gente precisa ter é um time organizado, pois senão vamos sofrer. Qualquer time que vence são equipes bem organizadas. Nós temos que nos aplicar ainda mais. Precisamos dar para o torcedor luta e dedicação, não que tenha faltado, mas precisamos de ainda mais. Nós precisamos fazer as coisas acontecerem. Por que a gente não chegou no ponto ideal? Porque a gente não treina”, falou o técnico do Ceará.