PUBLICIDADE
Ceará Sporting Club
NOTÍCIA

"Se perdemos o jogo foi por falha nossa", admite Argel Fucks

Treinador do Alvinegro criticou a ausência de arbitragem FIFA pela importância do duelo e admitiu secar o Cruzeiro em partida de amanhã

23:16 | 04/12/2019
Argel Fucks fez sua estreia no comando do Ceará com empate em 1 a 1 com Athletico-PR
Argel Fucks fez sua estreia no comando do Ceará com empate em 1 a 1 com Athletico-PR (Foto: Pedro Chaves/FCF)

"Se perdemos o jogo foi por falha nossa, coletiva, inclusive minha", admitiu Argel Fucks após a derrota diante do Corinthians, mas em coletiva dada, o treinador também criticou outros setores da partida, principalmente a arbitragem do duelo.

"No lance do pênalti ele olha, mas no lance da expulsão não. Não sei se tem problema com time nordestino. Sei que a responsabilidade da derrota é nossa, mas há dois pesos e duas medidas para as equipes", desabafou.

Uma das principais contestações ao técnico Argel foram suas substituições. Sobre o assunto, o técnico justificou suas mudanças, mas ressaltou a dificuldade da expulsão de Lima. "Precisávamos construir mais dentro da área. O jogo tava equilibrado e com 12 minutos tiramos o Carvalho porque ele estava cansado e para que pudéssemos criar jogada pelos lados. Pensamos assim, mas quando se tem jogador expulso quebra qualquer esquema, mas mesmo assim fomos organizados. Mas novamente o gol foi de bola parada, foi uma falta coletiva", afirmou e ressaltou que irá esperar o resultado do jogo de amanhã, 5, entre Cruzeiro e Grêmio, para traçar planos para a última rodada.

"Claro que (a derrota) mexe (com o psicológico), mas temos que esperar para o que acontece amanhã. Se o Cruzeiro perder, podemos só empatar no Rio de Janeiro. Só quero um arbitragem de qualidade. Tinha que ter um árbitro FIFA. Será que não dá para CBF mandar? Num jogo importante desses e sabemos que não irão facilitar. Corinthians jogou o que não correu contra o Atlético-MG, mas temos que fazer nosso trabalho e não fizemos", desabafou o técnico, que pediu ainda "coerência" ao chefe de arbitragem da CBF, Leonardo Gaciba. 

Confira outros momentos da coletiva:

Ausências

"Tem Cristovam e Brock para jogar do lado esquerdo. Temos a volta do William. Não temos muitas alternativas, mas temos que esperar amanhã para ver o que vai acontecer e depois traçar uma estratégia para sabermos o que vamos precisar no jogo no Rio de Janeiro."

Motivação para a última rodada

"Não temos que achar desculpa e nem pensar na campanha. Temos que pensar que falta um jogo. Tivemos oportunidades contra o Athletico. Tomamos os dois últimos gols de bola parada. Temos que pensar no jogo. Esperar do Grêmio, que precisa do resultado."

Recado para a torcida

"Agradecer nosso torcedor e pedir desculpas porque ele fez o possível e o impossível. Faltou nós fazermos nossa parte."