PUBLICIDADE
Ceará Sporting Club
NOTÍCIA

Ceará é o time com mais finalizações no segundo turno do Brasileirão, mas tem o quinto pior ataque

O Vovô também é a equipe que mais forçou defesas difíceis na segunda metade do Campeonato Brasileiro

19:24 | 03/11/2019
O goleiro Weverton, da SE Palmeiras, comemora defesa de penalti em jogo contra a equipe do Ceará SC, durante partida válida pela trigésima rodada, do Campeonato Brasileiro, Série A, na arena Allianz Parque.
O goleiro Weverton, da SE Palmeiras, comemora defesa de penalti em jogo contra a equipe do Ceará SC, durante partida válida pela trigésima rodada, do Campeonato Brasileiro, Série A, na arena Allianz Parque. (Foto: Cesar Greco/Divulgação/SE Palmeiras)

Seja com Enderson Moreira, seja com Adílson Batista, um problema crônico no Ceará permanece vivo no segundo turno do Campeonato Brasileiro. A equipe é a que mais finalizou na segunda metade do certame, 158 vezes, mas possui o quinto pior ataque nesse recorte, com apenas nove gols marcados. O Alvinegro também é o time que mais gera defesas difíceis na metade final do Brasileirão, 21. O levantamento é do Footstats.

Em média, são 14,36 finalizações por jogo a favor do Ceará, e 1,9 defesas difíceis forçadas por partida.

Em 11 jogos do segundo turno, apenas em quatro o Alvinegro de Porangabuçu não teve mais tentativas de gol que os seus adversários. Somente contra Atlético-MG, Grêmio, Santos (os três fora de casa) e Fluminense (em casa) o Vovô finalizou menos que os oponentes.

O confronto que a equipe cearense mais finalizou no segundo turno foi contra o Avaí, na Arena Castelão, na 25ª rodada. Foram 25 tentativas de gol, mas somente em uma oportunidade a bola entrou na meta adversária, aos 45 minutos do segundo tempo, com Bergson.

Já a partida que o Vovô mais provocou defesas com grau elevado de dificuldade foi contra o CSA, na primeira rodada do returno. O goleiro Jordi acumulou oito e a equipe alagoana venceu por 1 a 0, no estádio Rei Pelé, em Maceió.

Um motivo para esse baixo aproveitamento passa pela queda de rendimento de Thiago Galhardo. O artilheiro alvinegro na competição com nove gols não balança as redes há nove jogos. Ele ainda não fez gols desde a chegada de Adílson Batista, na rodada 23. A última vez foi contra o Atlético-MG, fora de casa, na 22ª rodada. O meia-atacante chegou a desperdiçar uma penalidade máxima no período, contra o Goiás, na estreia de Adilson.

Por outro lado, o atacante Bergson, que ainda não havia marcado gols com a camisa do Ceará, já fez três nos últimos seis jogos. Apesar disso, ele também perdeu um pênalti no período, contra o Palmeiras, no último sábado, 2.

As penalidades máximas vem sendo um fator negativo para o Vovô na competição, pois de cinco tentativas, apenas duas foram convertidas, o que resulta em um aproveitamento de 40%.

O Internacional, adversário do Alvinegro na próxima rodada, que será na quinta-feira, 7, às 19h30min, na Arena Castelão, também não possui grande desempenho ofensivo na metade final do Brasileirão. A equipe gaúcha só marcou um gol a mais que o Ceará nos últimos 11 jogos.

Você também pode gostar: