PUBLICIDADE
Ceará Sporting Club
NOTÍCIA

Ceará tem sexto melhor aproveitamento no Brasileirão pós-Copa América

Três vitórias, um empate e uma derrota deixam o Alvinegro Cearense com aproveitamento de 66,6% após pausa

17:05 | 12/08/2019
Enderson Moreira teve tempo para desenvolver seu trabalho no Ceará.
Enderson Moreira teve tempo para desenvolver seu trabalho no Ceará.(Foto: Fco Fontenele/Fco Fontenele)

Em um calendário esportivo conturbado no primeiro semestre (no caso do Ceará, a disputa de Campeonato Cearense, Copa do Nordeste, Copa do Brasil e Brasileirão), quando há pouco tempo para treinamentos e recuperação física, uma pausa de 32 dias sempre é bem vinda. Essa parada, que ocorreu por causa da disputa da Copa América no Brasil, foi muito benéfica para o Vozão de Porangabuçu. O aproveitamento da equipe subiu de 37,03% (nove primeiras rodadas) para 66,6% (últimas cinco partidas).

A média de gols também se elevou, subindo de 1,1 gols por partida no período pré-Copa América para 1,8 gols por jogo após a competição continental. Defensivamente o desempenho do Ceará também melhorou com a pausa, caindo de 1 para 0,8 gols sofridos por partida, com quatro gols sofridos em cinco jogos. Esses números qualificam o Ceará como a terceira melhor defesa no período pós-Copa América, juntamente com outras três equipes, no quesito média de gols sofridos.

Além do maior tempo para treinamentos, Enderson Moreira, técnico do Ceará, teve grandes adições ao seu elenco nesse período. Felipe Baxola, Wescley, Juninho Quixadá e William Oliveira se recuperaram de suas lesões, sendo importantes peças no meio de campo alvinegro.

Contratações recentes do clube, como Felippe Cardoso e Mateus Gonçalves, se adaptaram e possuem papel de protagonismo no retorno da Copa América. Enquanto isso, alguns atletas parecem ter retomado o melhor de suas formas e se tornaram importantes para a engrenagem alvinegra, o caso de Valdo e João Lucas.

Na última sexta, 9, em coletiva de imprensa, Enderson Moreira ressaltou a importância da pausa de mais de um mês no Brasileirão para implementação de seus métodos de trabalho. “Eu acho que quanto mais tempo a gente vai ficando no clube, com o elenco, mais detalhes você vai fomentando entre eles ali. O que nós tivemos foi mais tempo para trabalhar, nos preparar mais”, declarou o treinador.

A campanha nos cinco primeiros jogos após a parada para a Copa América de 2019 iguala o aproveitamento das cinco partidas do retorno da Copa do Mundo de 2018, quando o Ceará, treinado por Lisca, conseguiu três vitórias, um empate e uma derrota.

O Ceará retorna ao campo no próximo domingo, 18, às 16 horas, contra o São Paulo, no Morumbi, em partida válida pela 15ª rodada do Campeonato Brasileiro Série A.

 

Gabriel Lopes