PUBLICIDADE
Ceará Sporting Club
NOTÍCIA

Sem jogar há dois anos, Alex Amado sonha com retorno breve aos gramados: "voltarei ainda mais forte"

Jogador passou por cirurgia no último dia 26 de julho e já deu início aos trabalhos de fisioterapia

11:37 | 08/08/2019
Em fase de fisioterapia, Alex Amado segue confiante no retorno aos gramados
Em fase de fisioterapia, Alex Amado segue confiante no retorno aos gramados(Foto: Divulgação)

Um passo de cada vez. Depois de passar por um procedimento cirúrgico no último dia 26 de julho, em que aplicou um enxerto ósseo na fratura que sofreu na tíbia da perna esquerda, o atacante Alex Amado avançou mais um passo de sua recuperação, dando início aos trabalhos de fisioterapia no último fim de semana.

Sem jogar há mais de dois anos, período em que enfrentou seguidas lesões, o atleta segue confiante de que em breve poderá voltar a fazer o que mais gosta: jogar de futebol e ajudar o Ceará. “A cirurgia foi bem sucedida. Agora iniciei a fisioterapia para acelerar minha recuperação. Estou podendo pedalar. Sinto menos dores e evoluo a cada dia. Foi uma lesão séria, por isso é preciso ter muita paciência e dedicação para a recuperação. Mas posso garantir que voltarei ainda mais forte”, afirmou o atleta, que foi contratado pelo Ceará em 2015 e não joga desde o dia 26 de junho de 2017. Naquela temporada, chegou a atuar em 18 jogos e marcou dois gols.

Hoje, é um dos cinco atletas que estão em recuperação de lesão no Ceará e recebeu, esta semana, o apoio do presidente do clube, Robinson de Castro, que afirmou que torce pela recuperação do atleta e assegurou que o clube tem dado toda a assistência ao jogador, revelando inclusive que pagaria o salário dele em outra equipe, visando a reabilitação do atleta.

Além do suporte que vem recebendo do Ceará, Alex Amado destaca ainda o apoio de familiares e amigos para superar o momento difícil e dar a voltar por cima na carreira. “Eles são fundamentais nesta fase. Estou passando por um processo complicado. Sou um jogador que não tenho histórico de contusões e tive essa infelicidade de ter uma lesão séria no Ceará. Infelizmente é algo que faz parte da carreira do jogador. Tenho que continuar com muita fé e dedicação para voltar o mais breve possível a fazer o que mais gosto. Quero estar dentro de campo ajudando os meus companheiros do Ceará”, comentou o atleta, de 32 anos.

NA PRANCHETA: Confira a análise especial do 1° Clássico-Rei do Brasileirão:

FUTCAST: ouça o episódio que repercute o duelo entre Ceará e Fortaleza pela Série A:
Listen to "#66 - Pós-Clássico: destaques, acertos e erros de Ceará e Fortaleza" on Spreaker.

 

Bruno Balacó