Lisca é penalizado em apenas um jogo por conduta contra Palmeiras; suspensão já foi cumpridaCeará Sporting Club | Times | Esportes O POVO
PUBLICIDADE
Esportes


Lisca é penalizado em apenas um jogo por conduta contra Palmeiras; suspensão já foi cumprida

13:00 | 12/11/2018
NULL
NULL

[FOTO1] Nesta segunda-feira (12) o técnico Lisca foi julgado pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) pela conduta do comandante do Ceará na derrota por 2 a 1 para o Palmeiras, no Pacaembu, pela 30ª rodada do Brasileirão. O treinador alvinegro escapou de um gancho maior e levou apenas um jogo de pena.

 

Como já cumpriu suspensão automática na rodada seguinte, quando o seu time venceu o Cruzeiro por 2 a 0, Lisca está liberado e poderá comandar a equipe na borda do campo no jogo contra o Bahia, marcado para esta quarta-feira, às 20h (horário de Fortaleza), na Arena Fonte Nova, em Salvador. Márcio Hahn, auxiliar que havia sido expulso também, foi absolvido. 

O Ceará havia conseguido mudar a data do julgamento, que aconteceria na última segunda-feira, 5, e o técnico pôde comandar a equipe contra o Sport no mesmo dia. A pena inicial pedida pelo relator do caso era de quatro jogos, visto que o artigo 258 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva, no qual o gaúcho foi julgado, abre espaço de um a seis jogos de suspensão. O Departamento Jurídico do Ceará contestou e a pena foi baixado para apenas uma partida, que já fui cumprida. 


Relembre a expulsão de Lisca

 

Na ocasião, o treinador reclamou bastante o juiz Andre Luiz de Freitas Castro e foi expulso de campo pelo quarto árbitro. Em seguida, ele fez gestos que indicavam uma ajuda da arbitragem ao Verdão, mandante da partida.

Depois do jogo, Lisca reforçou seu descontentamento na coletiva. “O bandeira apontou escanteio. O árbitro não marcou. Eu estava do lado do quarto árbitro. Olhando para o bandeira. Como é que ele marcou o pênalti 45 segundos depois? Teve interferência externa da televisão hoje aqui”, disse o treinador.

Além da punição a Lisca, o STJD determinou uma multa de R$ 1,5 mil ao Ceará por atraso para chegar ao Estádio Paulo Machado de Carvalho. Pelo lado do Palmeiras, que também reclamou acintosamente da arbitragem da partida, o técnico Luiz Felipe Scolari foi suspenso por dois jogos, Deyverson por um e o diretor de futebol Alexandre Mattos por 15 dias. (Colaborou Gerson Barbosa/O POVO)

 

Gazeta Esportiva 

TAGS