PUBLICIDADE
Esportes

Após gol da virada, Ricardinho entra na briga por titularidade: 'Deixo para o Chamusca'

Jogador prefere deixar nas mãos do treinador e evita colocar pressão. Nas arquibancadas, a torcida faz campanha para Ricardinho virar titular

18:53 | 24/09/2017
NULL
NULL

[FOTO1] 

Após uma semana marcada por protesto da torcida, o Ceará correspondeu em campo e venceu o Brasil de Pelotas-RS de virada, permanecendo na cola do G4. Destaque do jogo, Ricardinho tem muito a que comemorar. Autor do gol da vitória, o meia entrou no segundo tempo, melhorou o desempenho da equipe e apresentou futebol para ser titular, levando uma dúvida positiva para Marcelo Chamusca montar o time para o próximo jogo, na terça-feira, 26, contra o Santa Cruz-PE.

O meia prefere deixar nas mãos do treinador e evita colocar pressão. Nas arquibancadas, a torcida faz campanha para Ricardinho virar titular. No protesto de quarta-feira, 21, véspera do jogo contra o Brasil, os torcedores pediram o camisa 8 entre os onze iniciais.

"Deixo para ele. Não vou entrar em discussão se é merecido ou não. Ele (Chamusca) que comanda, que sabe. Estou aqui para fazer meu trabalho, para quando isso acontecer, entrar em campo. Lógico que quero entrar jogando, mas ele que tem suas opções, sua visão de jogo, de esquema, de característica de jogador. O jogador tem que estar pronto para jogar", afirmou Ricardinho em entrevista coletiva após a vitória diante do Brasil.

As estatísticas também estão a favor do meia. Nos 13 jogos que Ricardinho foi a campo, seja como titular ou entrando no decorrer da partida, o Ceará só perdeu duas vezes. As derrotas ocorreram há mais de dois meses, diante do Internacional e do Paraná. Com o meia, o Vovô venceu oito e empatou três.

Gol por cobertura
A virada do Ceará foi em grande estilo, com golaço de Ricardinho por cobertura. Após o triunfo, o meia admitiu que a intenção não era encobrir o goleiro rival.

"Consciente não foi. Fiz o movimento, se não me engano de chutar forte com o peite do pé, mas saiu um pouco de mim, pegando na ponta do pé e encobrindo o goleiro. Importante é isso, só vai fazer gol se chutar. Independente da maneira de como veio gol, o importante são os três pontos", disse Ricardinho.

Carinho do torcedor
"Esse carinho do torcedor, de pedir para entrar, isso já tinha acontecido no jogo passado. Hoje, pude ajudar, retribuir esse carinho para com eles. É importante para o jogador, você entrar com moral", comentou.

 

[VIDEO1] 

TAGS