PUBLICIDADE
Esportes

Após goleada, Ceará projeta rápida reação para evitar sair do G-4

08:45 | 21/08/2017
NULL
NULL

[FOTO1] Goleada sofrida para o Boa Esporte por 4 a 1, no sábado, não tirou o Ceará da 4ª posição da Segundona, mas adversários se aproximam na classificação. Para evitar sair do G-4, vencer Náutico na sexta é fundamental

“Desde que assumi o Ceará foi o pior jogo que fizemos”. Foi assim que o técnico Marcelo Chamusca definiu a atuação do Alvinegro na derrota para o Boa Esporte, no sábado, 19, por 4 a 1, no estádio do Melão.

O resultado em Varginha-MG foi o insucesso mais contundente da equipe na atual edição da Série B do Campeonato Brasileiro, até por ser a primeira vez na temporada que o sistema defensivo levou quatro gols.

“Jogamos muito abaixo. Nosso time não respondeu na parte tática, técnica, individual e de estratégia. O adversário fez também um grande jogo”, avaliou o treinador em entrevista coletiva pós-embate em Minas Gerais.

Antes de perder para o Boa, o Ceará colecionava quatro vitórias seguidas. Graças a esses 12 pontos o clube saiu da 11ª colocação na 16ª rodada e entrou no G-4 com vantagem de três pontos sobre o 5º colocado.

Tal conforto, entretanto, não existe mais. O Juventude venceu o Vila Nova na rodada e soma 34 pontos, assim como o Ceará, mas está em 5º lugar porque tem uma vitória a menos do que o Ceará (nove contra dez). Guarani, Paraná e Boa Esporte somam 31 pontos.

Diante do cenário, para seguir no grupo dos times que vão subir para a Série A em 2018 reagir na partida contra o Náutico, sexta-feira, 25, no Castelão, é fundamental.

O clube do Recife é o vice-lanterna da Segundona com 17 pontos, mas venceu três dos seus quatro encontros mais recentes. “O campeonato é assim. Os danos na classificação não foram muito grandes com essa derrota para o Boa porque tínhamos essa gordura. Só que agora temos que vencer de novo e, tão importante como, jogar bem”, opinou Chamusca.

O elenco do Ceará está em Fortaleza desde o domingo à tarde. A reapresentação ocorre hoje, às 16 horas, em Porangabuçu.

Nenhum jogador recebeu cartão amarelo no sábado, mas por agredir por trás um gandula com um saco de água depois da partida contra o Boa, o goleiro Fernando Henrique foi expulso e não poderá ficar na reserva de Éverson.

 

CONFIRA A CLASSIFICAÇÃO DA SÉRIE B

TAGS