PUBLICIDADE
Esportes

Flamengo derrota o Botafogo no Engenhão

Assim como aconteceu na semifinal da Taça Guanabara, o Flamengo voltou a derrotar o Botafogo. Em partida disputada na tarde deste sábado, no estádio Nilton Santos, pela Taça Rio, a equipe rubro-negra venceu por 1 a 0, gol marcado pelo zagueiro Rhodolfo, logo no início do primeiro tempo. Com o resultado, o time rubro-negro da [?]

19:30 | 03/03/2018

Assim como aconteceu na semifinal da Taça Guanabara, o Flamengo voltou a derrotar o Botafogo. Em partida disputada na tarde deste sábado, no estádio Nilton Santos, pela Taça Rio, a equipe rubro-negra venceu por 1 a 0, gol marcado pelo zagueiro Rhodolfo, logo no início do primeiro tempo. Com o resultado, o time rubro-negro da Gávea assumiu a liderança do Grupo B com seis pontos ganhos. O Botafogo caiu para a quarta colocação do Grupo B também com seis pontos.

A partida foi equilibrada e o Botafogo fez um primeiro tempo melhor do que o adversário, mas não conseguiu transformar em gol as poucas chances criadas na partida. O Flamengo foi  bem mais objetivo. Conseguiu administrar a vantagem alcançada no início do clássico e contou com a boa atuação do goleiro Diego Alves para conseguiu mais uma vitória sobre o tradicional rival. Personagem do último encontro entre os dois clubes, Vinicius Junior entrou no segundo tempo e ficou poucos minutos em campo. Foi expulso ao atingir Igor Rabello com violência.

Na próxima rodada, o Flamengo vai enfrentar o Boavista, no Raulino de Oliveira. O Botafogo vai receber o Bangu, no estádio Nilton Santos.

O jogo ? A partida começou em ritmo lento, com os dois times se estudando e pouco se arriscando ofensivamente, mas no seu primeiro ataque, o Flamengo marcou.Henrique Dourado foi derrubado nas próximidades da área. Diego bateu a falta e Rhodolfo, se aproveitou da falha de Igor Rabello para cabecear e colocar sua equipe em vantagem.

O time alvinegro ficou nervoso com o gol sofrido logo no início e Rodrigo Pimpão foi advertido com o cartão amarelo ao atingir Réver de forma violenta.

O Botafogo passou a ficar mais tempo com a bola, mas sem conseguir penetrar na defesa rubro-negra que se mostrava firme, apesar de atuar com apenas um volante na proteção do meio campo. A equipe dirigida por Alberto Valentim abusava das jogadas aéreas, facilitando a tarefa da zaga adversária.

Só aos 14 minutos é que a equipe alvinegra criou a primeira chance. Diego errou na intermediária. A bola ficou com Pimpão que lançou Ezequiel. A revelação alvinegra passou por Jonas e chutou forte, mas Diego Alves fez grande defesa.

Depois da parada técnica, o Botafogo voltou mais agressivo e chegou a ter um gol anulado aos 22 minutos por impedimento de Kieza. Logo depois, Leonardo Valencia bateu falta e Diego Alves fez grande defesa, espalmando para escanteio. Logo depois, o meia chileno invadiu a área pela esquerda e chutou para defesa do goleiro rubro-negro.

O Flamengo só voltou a incomodar aos 32 minutos quando Henrique Dourado recebeu livre na área, mas se enrolou ao tentar o giro e perdeu a chance de concluir. Aos 39 foi a vez de Everton cabecear com perigo e dois minutos depois, o Ceifador apareceu outra vez na área, mas Igor Rabello conseguiu se antecipar e desviar para escanteio.

O Botafogo voltou para o segundo tempo com Leandro Carvalho no lugar de Ezequiel. E a primeira jogada de perigo foi um vacilo do volante Jonas que tentou recuar para Diego Alves e mandou para escanteio. O Flamengo respondeu com bonito drible de Lucas Paquetá sobre Marcinho e uma bomba que assustou Gatito Fernández.

Logo depois, o zagueiro Réver pediu para sair, entrando Léo Duarte na zaga.  No Botafogo, Valencia, muito vaiado, saiu para dar lugar a Marcos Vinicius.

O segundo tempo começou bem diferente do primeiro tempo que foi disputado com muito empenho pelas duas equipes. Flamengo e Botafogo voltaram atuando de forma lenta e quase não criando jogadas de perigo.

Aos 17 minutos, um pouco de emoção. Pimpão percebeu Diego Alves fora do gol e tentou encobri-lo de muito longe, mas a bola passou longe do gol.

Depois da segunda parada técnica e de muitas broncas de Valentim, o Botafogo voltou mais agressivo. Aos 22 minutos, Marcos Vinicius mandou uma bomba que passou perto. Logo depois foi a vez de Pimpão de meia-bicicleta, mandar para defesa tranquila de Diego Alves.

A partida esquentou quando os jogadores alvinegras reclamaram de uma cotovelada de Everton sobre Leandro Carvalho. Logo depois, Marcelo acertou Everton e foi advertido. Logo depois, Leandro Carvalho deu um tapa em Vinicius Junior e também recebeu cartão amarelo.

Aos 30 minutos, Renê quase marcou contra ao tentar desviar um cruzamento para escanteio. Na cobrança, Marcelo cabeceou e Diego Alves fez boa defesa. A pressão alvinegra aumentou e o goleiro do Flamengo voltou a aparecer bem em chute de Pimpão.

Aos 36 minutos, Vinicius Junior recebeu cartão vermelho ao acertar um carrinho violento sobre Igor Rabello. O atacante saiu vaiado e xingando os torcedores alvinegros.

Quando a partida recomeçou, Diego arriscou da intermediária, mas mandou para fora. Nos acréscimos, Diego Alves voltou a aparecer bem ao defender um chute de João Paulo.

Mesmo com um jogador a menos, o Flamengo aproveitou os minutos finais para segurar a bola e garantir a vitória no clássico. O Botafogo se lançou ao ataque em derradeiro esforço, mas não conseguiu o gol que lhe daria o empate.

FICHA TÉCNICA

FLAMENGO 1 X 0 BOTAFOGO

Local: Estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro (RJ)

Data: 3 de março de 2018 (Sábado)

Horário: 17h (de Brasília)

Árbitro: João Batista de Arruda (RJ)

Assistentes: Luiz Antonio Muniz de Oliveira (RJ) e Gabriel Conti Viana (RJ)

Público: 7.126 pagantes

Cartão Amarelo: Diego, Jonas, Henrique Dourado, Lucas Paquetá(Fla);Rodrigo Pimpão, Moisés, Ezequiel, Marcelo, Leandro Carvalho (Bota)

Cartão Vermelho: Vinicius Júnior(Fla)

Gol:

FLAMENGO: Rhodolfo, aos três minutos do primeiro tempo

FLAMENGO: Diego Alves, Rodinei, Réver(Léo Duarte), Rhodolfo e Renê; Jonas, Lucas Paquetá, Everton Ribeiro(Vinicius Junior), Diego e Everton; Henrique Dourado(Felipe Vizeu)

Técnico: Paulo César Carpegiani

BOTAFOGO: Gatito Fernández; Marcinho, Marcelo, Igor Rabello e Moisés; Rodrigo Lindoso, João Paulo, Leonardo Valencia(Marcos Vinicius); Rodrigo Pimpão(Brenner), Kieza e Ezequiel(Leandro Carvalho)

Técnico: Alberto Valentim

Gazeta Esportiva

TAGS