Copa do Brasil salva mineiros de ano decepcionanteClube Atlético Mineiro | Times | Esportes O POVO
PUBLICIDADE
Esportes


Copa do Brasil salva mineiros de ano decepcionante

Minas Gerais não teve um grande ano e a Copa do Brasil conquistada pelo Cruzeiro foi a grande salvação. Com um futebol que não empolgou, a Raposa apostou todas as suas fichas nos torneios mata-mata e terminou o ano na oitava colocação do Campeonato Brasileiro. Na Libertadores, o time foi vítima do mau uso do [?]

18:15 | 25/12/2018

Minas Gerais não teve um grande ano e a Copa do Brasil conquistada pelo Cruzeiro foi a grande salvação. Com um futebol que não empolgou, a Raposa apostou todas as suas fichas nos torneios mata-mata e terminou o ano na oitava colocação do Campeonato Brasileiro. Na Libertadores, o time foi vítima do mau uso do árbitro de vídeo, que resultou em uma expulsão inexplicável de Dedé na semifinal contra o Boca Juniors.

Ao superar o Corinthians na grande decisão da Copa do Brasil, o Cruzeiro levou o bicampeonato do torneio, se garantiu na Copa Libertadores e ainda salvou o ano que seria considerado fraco e poderia resultar na demissão do treinador Mano Menezes.

Já o Atlético-MG fingiu que iria brigar pelo topo da tabela da Série A, entretanto, não teve forças suficientes para se manter em boa fase e terminou na sexta colocação, carimbando o seu passaporte para a fase preliminar da Libertadores.

O ano, que foi marcada por uma troca inesperada de técnico (saída de Thiago Larghi para a chegada de Levir Culpi) ainda contou com uma eliminação na quarta fase da Copa do Brasil para a Chapecoense e outra na primeira fase da Copa Sul-Americana para o San Lorenzo.

Os mineiros ainda viram três times seus serem rebaixados. Após mostrar um bom futebol no começo do Brasileirão, o América-MG terminou a temporada rebaixado para a Série B. O Boa Esporte fez campanha fraquíssima na segunda divisão e caiu para a Série C, enquanto o Tupi foi para a Série D.

Gazeta Esportiva

TAGS