Quem vai pagar o Pato? Diretor do Galo responde InterClube Atlético Mineiro | Times | Esportes O POVO
PUBLICIDADE
Esportes


Quem vai pagar o Pato? Diretor do Galo responde Inter

Após a derrota para o Botafogo, o técnico Odair Hellmann e vice-presidente Roberto Melo, ambos do Internacional, jogaram a responsabilidade para o seu elenco e garantiram que terão de vencer o Atlético-MG, nesta quarta-feira, no Rio Grande do Sul. O treinador disse que o Galo vai ?pagar o preço? pela derrota, enquanto o cartola disse [?]

21:15 | 19/11/2018

Após a derrota para o Botafogo, o técnico Odair Hellmann e vice-presidente Roberto Melo, ambos do Internacional, jogaram a responsabilidade para o seu elenco e garantiram que terão de vencer o Atlético-MG, nesta quarta-feira, no Rio Grande do Sul. O treinador disse que o Galo vai ?pagar o preço? pela derrota, enquanto o cartola disse que vai ?pagar o pato?. Em Belo Horizonte as falas foram recebidas com bastante tranquilidade.

O diretor de futebol do clube, Marques, evitou polemizar em torno do tema e preferiu focar na recuperação da equipe preto e branca.

?Acho que nós temos que cuidar do nosso aqui. Cada um fala o que quer. Nós estamos em um momento de retomada na competição após esses últimos três jogos. O time correspondeu, jogou muito bem. E vamos para Porto Alegre para, dentro da nossa característica, do nosso plano de jogo, trazer os nossos pontos. Objetivando sempre, sendo o Atlético um time grande, a vitória. Sempre. E administrar, se não for possível, no final, pelo menos um ponto, para a gente continuar a nossa batalha até o final da competição?, destacou.

A derrota para o Botafogo deixou o Inter mais longe do sonho de virar a pontuação sobre o Palmeiras e conquistar o título do Brasileirão. Já o Atlético chega para a partida com duas vitórias consecutivas, primeiro sobre o Paraná e depois diante do Bahia, ambas por 1 a 0. Agora, o objetivo é seguir com crescimento visando garantir a vaga na Copa Libertadores, na sexta colocação do Campeonato Brasileiro.

?Acho que é uma construção. No momento mais delicado dentro da competição é onde a confiança ? com as derrotas ? de fato, fica abalada. Num primeiro momento a gente buscou exatamente isso. Dentro da nossa experiência, dessa troca de experiências, sobretudo, resgatar a confiança os atletas. Estar junto aos atletas no dia a dia. E as respostas nos últimos três jogos foram muito boas. A partir do jogo do Palmeiras a equipe se doou muito dentro do campo e, por isso, os resultados aconteceram. (?) Não há muito o que se fazer no momento, a não ser mexer com o ambientem, com o astral, trocando experiências com os atletas, sobre o momento delicado e como sair desse momento. As respostas nos últimos três jogos foram muito boas. A gente viu um time mais aguerrido acima de tudo, como o torcedor do Atlético gosta. Na medida do possível a gente vem contribuindo e estou feliz com a resposta dos nossos atletas dentro do campo?, finalizou.

Gazeta Esportiva

TAGS