Luan comemora gol e exalta ?mentalidade vencedora? do Atlético MineiroClube Atlético Mineiro | Times | Esportes O POVO
PUBLICIDADE
Esportes


Luan comemora gol e exalta ?mentalidade vencedora? do Atlético Mineiro

Se a ambição do Atlético Mineiro era terminar o primeiro turno do Campeonato Brasileiro vencendo e convencendo sob o comando de Thiago Larghi obteve sucesso neste domingo. Enfrentando o Botafogo em pleno Nílton Santos, no Rio de Janeiro, o Galo conseguiu se impor na segunda etapa, fez 3 a 0 encostou nos primeiros colocados depois [?]

15:31 | 20/08/2018

Se a ambição do Atlético Mineiro era terminar o primeiro turno do Campeonato Brasileiro vencendo e convencendo sob o comando de Thiago Larghi obteve sucesso neste domingo. Enfrentando o Botafogo em pleno Nílton Santos, no Rio de Janeiro, o Galo conseguiu se impor na segunda etapa, fez 3 a 0 encostou nos primeiros colocados depois das 19 primeiras rodadas.

Autor do primeiro gol do Atlético, Luan não esconde a felicidade em ter sido o responsável por furar a defesa do adversário e abrir o caminho para um triunfo que, no fim, se desenhou sem amplas dificuldades. De acordo com o camisa 27, a ?mentalidade? do elenco tem sido um diferencial e será um trunfo para o restante da competição.

?Estou muito feliz pelo gol e quero dedicar a minha família, que sempre fala que eu trabalho muito. Acima de tudo, fico feliz por ver o trabalho recompensado e poder ajudar a equipe a vencer. A gente trabalha muito e são poucos que tem essa mentalidade de um grupo vencedor como a que estamos criando. Vejo que estamos no caminho certo?, disse Luan, que iniciou a partida no banco de reservas, à Rádio Itatiaia.

Além da comemoração pelo resultado positivo, Luan comentou sobre o cenário da partida e a diferença de postura do Botafogo nos dois tempos. Segundo o atacante, a opção pela ofensividade do adversário foi providencial para que o Galo encontrasse espaços.

?O jogo estava muito difícil. O Botafogo veio para cima e a gente sabia que a bola longa, no contra-ataque, poderia matar o jogo. Acho que foi meu primeiro toque na bola e fiz o gol. O Galdezani enfiou uma bola perfeita. Depois, uma bela jogada do Chará, gol do Cazares, gol do Tomás. Feliz. Eu sempre procurei ajudar, por mais que as pessoas não me reconheçam tanto em alguns momentos?, ponderou Luan ao canal Premiere.

Gazeta Esportiva

TAGS