PUBLICIDADE
Esportes
Copa São Paulo de Futebol Jr

São Paulo vence Vasco nos pênaltis e é tetracampeão da Copinha

16:56 | 25/01/2019
Foto: Reprodução/Twitter/São Paulo
Foto: Reprodução/Twitter/São Paulo

O São Paulo é tetracampeão da Copa São Paulo de Futebol Júnior. Nesta sexta-feira, os garotos de Cotia enfrentaram o Vasco na grande decisão do principal torneio de base do País e não fizeram feio. Em meio a um Pacaembu lotado e sob forte chuva, o Tricolor confirmou se favoritismo superando o rival nos pênaltis (3 x 1) após empate em 2 a 2 no tempo regulamentar. Os gols tricolores foram marcados por Gabriel Novaes e Antony. Lucas Santos, de falta, e Tiago Reis balançaram as redes para o Cruzmaltino.

Com o resultado, o São Paulo chegou ao seu quarto título da Copinha em 11 finais disputadas. Desta forma, o clube se igualou ao Flamengo e Internacional como tetracampeões do torneio. À frente deles estão apenas o Fluminense, com cinco conquistas, e Corinthians, com dez. A partida também marcou a vingança do Tricolor, uma vez que na final da edição de 1992 do torneio o Vasco acabou levando a melhor.

Destaque do Tricolor na 50ª edição da Copa São Paulo de Futebol Júnior, Gabriel Novaes encerrou o campeonato como artilheiro, com dez gols marcados. Desses, seis foram assistidos por Antony, um dos garçons da equipe ao lado de Rodrigo Nestor.

O jogo – O São Paulo foi melhor que o Vasco no primeiro tempo. Embalados pela torcida, os garotos de Cotia procuraram agredir o adversário a todo o momento e por pouco não abriram o placar logo nos primeiros minutos da decisão. Por duas vezes o Tricolor entrou na área rival pelas laterais e tentou cruzar rasteiro para alguém finalizar, mas a zaga cruzmaltina fez o corte.

Se mantendo paciente, o São Paulo teve aos 16 minutos sua melhor oportunidade do primeiro período. Paulinho acionou Gabriel Novaes pela direita, e o artilheiro da Copinha foi para cima dos dois marcadores, invadindo a área e tocando por cima na saída do goleiro vascaíno. Sem sorte, ele viu a bola passar sobre o travessão, levando a torcida à loucura no Pacaembu.

Depois de tanto martelar, o Tricolor, enfim, acabou abrindo o placar aos 38 minutos de jogo. Paulinho saiu em velocidade pelo meio e abriu para Antony na direita. O camisa 7 do São Paulo ergueu a cabeça e cruzou na medida para Gabriel Novaes, que, livre da marcação, precisou apenas cabecear certeiro para marcar seu décimo gol na Copa São Paulo de Futebol Júnior.

Já no segundo tempo o São Paulo foi mais eficiente e marcou o segundo gol logo na primeira grande oportunidade que teve. Aos sete minutos, Rodrigo Nestor deu excelente passe em profundidade para Antony, que ganhou na corrida do seu marcador, invadiu a área, cortou para o meio e bateu sem chances para o goleiro adversário.

Passado o segundo gol são-paulino, o Vasco acordou na partida e finalmente forçou Thiago Couto a trabalhar. Primeiro, aos 11 minutos, Caio Lopes finalizou livre, na entrada da pequena área, após cruzamento, mas o goleiro tricolor fez a defesa. Depois, aos 14, foi a vez de Tiago Reis arrematar da marca do pênalti e mandar por cima do travessão. De tanto insistir, o Cruzmaltino foi premiado com o gol aos 30 minutos. Em cobrança de falta da entrada da área, Lucas Santos bateu colocado, por cima da barreira, e viu a bola resvalar no travessão antes de entrar no gol de Thiago Couto, que apenas acompanhou com os olhos.

Já sem seus principais jogadores, o São Paulo teve de lidar com o crescimento do Vasco no fim do jogo. Se aproveitando da ausência de Antony, Gabriel Novaes e Rodrigo Nestor, o time carioca seguiu pressionando e acabou chegando ao tão sonhado empate aos 38 minutos com Tiago Reis, que recebeu cruzamento dentro da área, matou no peito e bateu sem chances para Thiago Couto, forçando a decisão nas penalidades.

Pênaltis – Nas penalidades, melhor para o São Paulo, que converteu três de suas quatro cobranças, enquanto Tiago Reis, Norões e Marco Júnior desperdiçaram para o Vasco.

Gazeta Esportiva