PUBLICIDADE
Esportes

Técnico da Suécia reconhece superioridade da Inglaterra em derrota

O técnico da Suécia, Janne Andersson, preferiu exaltar o desempenho inglês a criticar o sueco após a derrota da sua seleção para a Inglaterra, em duelo válido pelas quartas de final da Copa do Mundo, neste sábado, na cidade de Samara, na Rússia. ?Não tenho certeza se alguma coisa deu errado. Nós fomos confrontados com [?]

14:15 | 07/07/2018

O técnico da Suécia, Janne Andersson, preferiu exaltar o desempenho inglês a criticar o sueco após a derrota da sua seleção para a Inglaterra, em duelo válido pelas quartas de final da Copa do Mundo, neste sábado, na cidade de Samara, na Rússia.

?Não tenho certeza se alguma coisa deu errado. Nós fomos confrontados com um adversário muito bom e não atingimos o desempenho máximo. As margens de erro em uma Copa do Mundo são bem pequenas. É difícil criar oportunidades contra um time que está jogando com cinco jogadores na defesa?, avaliou.

Para o comandante, sua equipe até tentou criar e abrir espaço na defesa adversária, mas não conseguiu mover os rivais como era necessário. Na avaliação de Andersson, o plano de jogo desenvolvido pelos britânicos acabou sendo mais bem sucedido.

?Houve poucas brechas em geral do lado deles. Fomos confrontados com uma boa equipe, a Inglaterra foi a melhor equipe hoje. Nem sempre algo dá errado, às vezes seu oponente é melhor. Eu tenho o maior respeito por eles e parabéns para a Inglaterra?, observou, colocando Harry Kane e companhia como reais candidatos ao título.

?Sim, eu definitivamente acredito que a Inglaterra é boa o suficiente para vencer a Copa do Mundo. Eles são fortes, bem organizados. Eu quero prestar homenagem à equipe e ao técnico. Eles são um bom time de futebol e não dão muitas chances ao rival. Eu acredito que eles são perfeitamente capazes de ir até o fim?, concluiu.

Essa é apenas a terceira vez que a equipe avança para ficar entre os quatro primeiros do torneio, repetindo os feitos de 1966, quando foi campeã, e 1990, quando parou na campeã Alemanha na semifinal. Tudo isso com jogador que atuam no campeonato local e, tirando o centroavante Harry Kane, não são os grandes destaques dos seus times.

O time agora espera o vencedor do duelo entre Croácia e Rússia, na tarde deste sábado, para saber quem enfrentará na semifinal da competição. O encontro que definirá um finalista está marcado para a cidade de Moscou, na quarta-feira, às 15h (de Brasília), no estádio Luzhniki.

Gazeta Esportiva

TAGS